terça-feira, 1 de maio de 2018

"As mães também erram..."

#@ A maternidade é a viagem mais assustadora da vida (e a mais recompensadora também). Não há dois dias iguais; não há certo ou errado; não há fases repetidas. Há um crescimento e uma aprendizagem constantes - é mesmo como diz o ditado: "quando nasce um bebé, nasce uma mãe".
Há quem pense que as mães não têm dúvidas; que nunca perdem a cabeça; e que têm sempre a resposta certa no momento oportuno. Desculpem desiludir os "crentes", mas não é assim. Nós também erramos. E eu que o diga...

Num dia destes (igual a tantos outros...), em que o maridão estava a fazer noite, e por isso em que saí a correr do trabalho, chegando a casa já super cansada e com pouca paciência; e em que a "responsabilidade" de banho; comida; roupa; casa;... recaía totalmente sobre mim (já sábem que não há família por perto, como podem ler (ou reler) aqui) deu-se o "erro"...
Devagarinho, o stress do dia-a-dia foi tomando conta de mim, e quando me apercebi, estava eu aos gritos, a pedir à Mariana que parasse de falar tão alto com os "amiguinhos nenucos"... O que me fez acordar ? “Mamã, tu ainda estás a falar mais alto"...

Sim, ela tinha razão. Eu tinha perdido a "noção" e berrei, sem motivo nenhum para isso. Saí da sala, fui até à cozinha, (fiquei lá cerca de 15 minutos a punir-me por ser um péssimo exemplo para a minha filha), respirei fundo e contei até 10. Saí de lá decidida a rever a minha postura, pedi desculpa à Mariana, e prometi a mim mesma agir de forma diferente desse dia em diante.

Antes de ser mãe sei que sou humana, e que erro como tantas outras pessoas. Não sou perfeita, nem tenho ambição de o ser. Mas também sei que, exatamente por ser mãe, tenho a obrigação de corrigir os meus erros e ser um exemplo para ela. Não posso esperar nem pedir que ela seja diferente do que lhe "dou a conhecer"...
Para ter filhos é preciso muito mais do que estabilidade financeira para criá-los; temos de nos "estruturar" como pessoas para sermos uma boa mãe, um bom pai... Desculpa filha por perder a paciência e ter gritado contigo. Não tenho ilusões: a perfeição não existe, mas prometo dar-te o meu melhor sempre; e se voltar a errar (o que há muita probabilidade de acontecer), aceita as minhas desculpas, desde já. O que te garanto é que, por ti, darei sempre o meu melhor; serei melhor; farei melhor; e amar-te-ei incondicionalmente, todos os dias, para o resto da vida.

Maternidade é amor incondicional, mas também tem os seus "monstros"... Este post foi o meu desabafo... Alguém se quer juntar a mim e desabafar? Sintam-se à vontade; "sou toda ouvidos".

"Vemo-nos" no próximo post!

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos também no Instagram aqui.

@Mamã do @Bazar @#

1 comentário:

  1. TRATAMENTO NATURAL E EFICAZ DA APREENSÃO

    Eu estou feliz hoje que meu filho tem sido curado de convulsão, o que ele teve por 10 anos agora, ele tem o ataque de cinco a sete vezes por semana, o que afeta seu sistema educacional e sua vida. Quando eu estava passando pela internet me deparei com Owens post agradecendo Dr. Lewis colina para curar seu problema de apreensão, e eu tenho o contato do Dr. Lewis colina eu rapidamente em contato com ele, então ele me fez saber que a medicação é 100% de cura e Foi assim que eu peguei o remédio que usei para o meu filho, depois do qual levei meu filho para um exame médico. Funcionou! Mais de um ano, meu filho não apresentou nenhum sintoma de convulsão e acredito que meu filho está curado se você precisar da ajuda dele para mandá-lo por e-mail drlewisadodo@gmail.com

    ResponderEliminar

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...