quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Férias take 2: estamos tão felizes em Vila Nova de Milfontes!"

#@ Estamos no "segundo round" das férias (que estão quase a terminar 😏); este ano o destino de praia escolhido foi Vila Nova de Milfontes. Tentamos fazer sempre campo e praia  (por "campo" entenda-se Viseu; onde está a nossa família) pois a princesa teve imensos problemas de otites (um dia partilho convosco essa fase difícil) e praia é "obrigatório"; além disso gostamos muito.

Apesar de não sermos pais de "mochila às costas e tenda na mão", gostamos de estar perto da natureza e, ao mesmo tempo, experimentar locais novos e com algum conforto. As nossas pesquisas de internet "levaram-nos" ao Orbitur Sitava de Milfontes e aos seus bungalows; e não podíamos estar mais satisfeitos.
A "nossa casa nova" (como diz a Mariana) é espaçosa, acolhedora e confortável. Optamos por o modelo Vénus  (quarto, casa de banho, sala e terraço) que corresponde exatamente às nossas necessidades: está totalmente equipada e preparada para receber dois casais com um filho cada. Mais fica um pouco "apertado" na nossa opinião.

O Sitava dispõe de piscina, praia, restaurante, supermercado, take away, parque infantil, entre outros; e satisfaz plenamente casais com filhos (e não só!). A localização também é boa: 12km de Porto Covo e 7km de Vila Nova de Milfontes; o que nos possibilita conhecer dois locais maravilhosos. A princesa está encantada 😊 e nós também.
Mas sim, há dois senãos: pouca oferta de espaços comerciais, o que condiciona os preços de bens essenciais ( que são mais elevados que em Lisboa) e da restauração; e a pouca rede de net (apenas há wifi na zona de convívio e dados móveis "nem vê-los").

As praias são ótimas, especialmente porque em algumas o mar não tem ondas, o que é fantástico para os mais pequenos; e não estão cheias de gente. As pessoas são simpáticas e hospitaleiras; e super descontraídas (stress nem vê-lo).

Partilho convosco algumas fotos destes dias maravilhosos a três 😍 ( e sim,  se me perguntarem é para repetir 😊):
Mais alguém a gostar de campo e praia? Que locais aconselham "amigos de casais com filhos"? Toca a partilhar; sou "toda ouvidos" (e quem nos acompanha também 😉).

Façam-nos companhia também aqui 😊

@Mamã do @Bazar @#

terça-feira, 29 de agosto de 2017

"E quando as birras nos vêm fazer companhia nas férias?!?!?"

#@ Nem tudo nas nossas férias em família estão a ser "rosas". A princesa cá de casa tem resolvido brindar-nos com umas quantas birras; algumas das quais "partilha" com quem nos rodeia (entenda-se em público mesmo!).

As "danadinhas" não têm hora ou lugar certo para nos visitar, mas, geralmente, tendem a surgir quando há poucas horas de sono ou ausência da sesta. A verdade é que devido aos nossos horários e ritmo de vida (que já vos "contei" aqui), temos uma rotina definida que tento cumprir, especialmente no que se refere à hora de deitar.

Ora em "modo férias" (saibam por onde andamos aqui e aqui), esquecemos e desligamos dos horários e rotinas para aproveitar em pleno o tempo com amigos e família. E isso fez com que me apercebesse que as birras dizem "olá" sobretudo à tarde ou à noite. E quando digo birras até estou a ser gentil... A Mariana "transforma-se em super guerreira" e é mais ou menos isto: "fujam enquanto podem"...

Nestes "momentos" respiro fundo e toca de tentar distrair, desvalorizar, "dar espaço"; umas vezes vai o pai, outras eu; só que há alturas em que temos mesmo de ir para casa (sobretudo à noite) pois é quando as birras "mais atacam". Os sinais já conheço: esfregar os olhos e pedir muito colo. Só temos pena porque assim não podemos "sair até tarde" em família. Agora juntem às birras uma pitada de teimosia (da qual vos falei aqui) e temos festa garantida ;).
A solução? Bem, acordar mais cedo, aproveitar o dia e dormir cedo à noite :)...
Mais alguém por aí cujos rebentos não reajam bem à "saída" da rotina? Alguma dica ou sugestão que tenham para me (nos - sim, eu acredito que não sou caso único (espero 😊)) dizer? Sou "toda ouvidos"; já sabem 😉.

Sigam-nos também na página de facebook aqui. São muito bem vindos 😊.

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 27 de agosto de 2017

"O meu filho é melhor que o teu!"

#@ Que frase tão sem graça esta, não é? Todos os pais, a uma dada altura, se vêem envolvidos na batalha do "meu filho é melhor que o teu". E nem precisamos de estar à procura, simplesmente vem ter connosco sem que possamos dizer põe-te a andar; esta batalha não me interessa..."

Cá por casa gostamos pouco de comparações e evitamo-las ao máximo, pois acreditamos que em nada ajudam a um crescimento saudável. Antes pelo contrário. Mas, a verdade é que, mesmo sem procurar, os "pais competitivos" vêm ter connosco. 
Às vezes basta estar na fila do supermercado; num parque ou até mesmo num consutório médico, e lá começa o interrogatório: "quanto pesa?; quanto mede?; já dorme sozinha?; quando largou a fralda?; e a chucha?;... E com as perguntas chegam as comparações e insinuações: "ah, o meu pesa mais, mas a sua está muito elegante"; "com essa idade o meu falava mais correto, deve ser porque puxamos mais por ele"; "o meu nunca usou chucha e sempre dormiu a noite toda"....  Nestes momentos "tenho de morder a língua com muita força" (que até dói!) para não dizer o que me vai na alma, e fazer o tão famoso "sorriso amarelo".

Cada criança tem o seu ritmo, o seu tempo, a sua personalidade. Não há melhor ou pior. Há sim diferenças. E são essas diferenças que tornam cada criança única e especial. Não é óbvio?!? Sinceramente, esta é das situações que mais me irritam. É, basicamente, um não assunto. Eu bem tento "fugir a sete pés" destes pais competitivos, mas parece que estão a tornar-se moda, e marcam presença em toda a parte. Assusta-me muito que haja crianças a crescer com "esta pressão".

Se houver pais competivivos a ler este post, espero que tenham outra perspetiva da ideia "o meu filho é melhor que o teu" e comecem a pensar antes de falar. Há assuntos tão mais enriquecedores para iniciar uma conversa com um desconhecido numa fila de supermercado... Ainda bem que as crianças são alheias a esta "guerra" e brincam descansadas enquanto os pais iniciam a "competição".

Mais alguém por aí a querer acabar com esta "batalha"? Como costumam reagir quando vos abordam "para competir"? Dicas e sugestões procuram-se pois há alturas em que não consigo disfarçar a irritação.... Como sempre, "sou toda ouvidos".

@Mamã do @Bazar @#

Façam-nos também companhia na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

"Aqui fica mais um bocadinho das nossas férias..."

#@ Pode parecer cliché, mas não há mesmo nada melhor do que estar de férias junto dos nossos. As energias estão totalmente renovadas, o coração cheio e a Mariana "feliz como um passarinho". Sem rotinas, horários ou obrigações, temos aproveitado ao máximo os nossos dias.

Continuamos em passeios; jantares; visitas e convívio; "toneladas" de convívio. Com a família e amigos. Até tivemos direito a uma noite só a dois (o que não acontecia há mais de um ano!) que vos conto em breve. Prometo. E mais não digo. As imagens "falam" por si.
Partilhamos convosco mais algumas fotos dos locais e momentos "por onde andamos" em terras de Viriato (e Viseu tem tanto para oferecer). Certamente, quando regressarmos das férias, farei um post com algumas sugestões de lugares a não deixar de conhecer nesta linda cidade.

E vocês, que andam a fazer? Ainda estão de férias? Alguém quer recomendar algum sítio a visitar em Viseu? Sintam-se à vontade para partilhar pois "sou toda ouvidos".

Não se esqueçam de seguir o Blogue e acompanhar as novidades na página de facebook do Blogue Da Mamã Do Bazar

@Mamã do @Bazar @#

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

"Mudamos de look nas férias!!!"

#@ Na verdade, todas as alturas são boas para mudar de visual. Eu opto por fazê-lo nas férias pois a "minha cabeleireira" (já me acompanha há 17 anos) está em Viseu, mais precisamente em Penalva do Castelo.

O "público feminino" que está a ler o post sabe bem como é difícil encontrar "a cabeleireira ideal" (e eu tive a sorte de encontrar; não largo mais!); alguém a quem possamos "entregar o nosso cabelo" sem medos ou anseios...
Portanto, o "descanso" que é chegar, sentar e não ter de dizer rigorosamente nada pois já sabem o que gostamos, vale a pena os 320 km para "mudar de look". Gosto sempre do resultado final 😍.
Obrigada Adelaide por todos os looks. Que venham muitos mais!

Aqui ficam o "Antes & Depois":

Quem mais aproveita as férias para fazer um "refresh de look"? Também têm "a cabeleireira ideal"? Contem-me tudinho; "sou toda ouvidos".

Sigam as nossas aventuras na página de facebook do Blogue Da Mamã Do Bazar aqui



terça-feira, 22 de agosto de 2017

"Das Escolhas Cá De Casa III: ainda não têm @Sementinhas Mágicas?!?"

#@ E se eu vos dissesse que está ao alcance de qualquer pessoa ter a sua horta em casa, sem passar pela escolha da melhor semente; da melhor terra; de como fazer para cuidar; de quantas vezes e quando regar; ? Não acreditavam? Então é porque ainda não conhecem a Sementinha Mágica.

A ideia desta marca recém nascida (viu a luz do sol em Junho deste ano, pelas "mãos" da mamã empreendedora Teresa Pinto) é a de trazer, até cada um de nós, o conhecimento básico para podermos semear e cuidar das nossas plantinhas. Ao adquirirmos um produto, este vem acompanhado por um kit - vaso; terra; instruções; etiqueta; semente - que torna muito mais simples o "processo de semear e cuidar".

A escolha é imensa: nós optamos pelo Kit Aromáticas (composto por coentros, oregãos e salsa), que oferecemos na escola da Mariana à Sala Vermelha, para que todos possam acompanhar o crescimento  das "suas especiarias"; e a semente de girassol para "cuidarmos" em casa com ela (e a princesa conseguir ver o crescimento "da sua flor").

A novidade mais recente é o Kit Chás - camomila, cidreira e menta. Eu confesso que "estou em pulgas" para comprar!

Curiosos para conhecerem todas as Sementinhas Mágicas disponíveis? Podem fazê-lo aqui; a Teresa Pinto acompanha-vos em todo o processo de compra, e indica-vos qual a sementinha que mais se adequa ao vosso estilo de vida. 
E para que vejam como é simples, em breve vou mostrar-vos, em vídeo, o cultivo do nosso girassol.
Para não perderem pitada desta (e de outras) novidades sigam o Blogue e a página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

Podem conhecer outras das Escolhas Cá De Casa aqui e aqui.

@Mamã do @Bazar @#

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

"Sabem que todos podemos ajudar os nossos Bombeiros?"

#@ Foi preciso virmos de férias até Viseu, para descobrir que ao comprar o livro" Bombeiro dos Pés À Cabeça" (pela quantia simbólica de 1,99 euros), a totalidade do valor será entregue aos bombeiros para aquisição e renovação de equipamentos individuais completos de combate a incêndios florestais.

O livro conta-nos a história da pequena Rita, neta; filha e irmã de bombeiros, que nos ensina (e relembra) alguns dos cuidados a ter para a prevenção de incêndios (e o que fazer quando "vemos um"), através de ilustrações, dicas e informações úteis. Quando crescer, também ela quer ser Bombeira (pois de coração já o é). 

A obra pode ser adquirida nas lojas Intermarché; Roady e Bricomarché, e vos garanto que se destina às idades dos 0 aos 99 anos. A campanha de solidariedade e sensibilização está a decorrer desde dia 01 deste mês, e prolonga-se até 31 de Agosto.

A bombeira Rita já mora cá em casa. E vocês, do que estão há espera? Toca a ajudar! Quem já tem o livro, "chegue-se à frente" e diga de sua justiça. Sabem que "sou toda ouvidos".

Para que tenham acesso aos posts em "primeira mão", sigam o Blogue e acompanhem também a página de facebook aqui

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 20 de agosto de 2017

"Onde andam os Almeida Fernandes nas férias?!?"

#@ Não há nada melhor que estar com a família para restabelecer energias e recuperar forças. Ainda nem estamos por Viseu há 48 horas e parecemos outros: mais alegres, mais felizes, e com um sorriso de orelha a orelha  (mesmo com as birras de sono da "Miss Teimosia" - que são de meter medo ao susto!). A princesa cá de casa sai mesmo ao paizinho: fujam quando está com o sono; transforma-se em "super guerreira"; e de que maneira! Mas nada que uma sestinha não resolva 😊 e siga para a "próxima ronda".

Estamos em modo "festa na aldeia" na terra natal do maridão.Temos andado a mil à hora de forma a aproveitar ao máximo os momentos em família. Esta semana é dedicada a eles. Em especial aos avós.
A segunda semana de férias vai ser a três, em Vila Nova de Milfontes, com muita cumplicidade e a construir as nossas memórias felizes. Não somos do tipo "pais aventureiros" de tenda e mochila às costas; somos aventureiros q.b. - gostamos de conhecer lugares diferentes, mas com algum conforto  (prometo depois fazer um post e contar-vos tudo sobre a nossa escolha para férias em terras alentejanas).

Para já, partilhamos convosco (em fotos) alguns dos nossos momentos felizes em Viseu até à data (e vão ser muitos mais 😍); até o maridão quis aparecer e "dar o ar de sua graça" (e se ele não gosta de fotos!):


Vestido by @Sue and Kids Tuc Tuc e fio by @Principessa made with love 


Têm fotos felizes para partilhar e "trocar" connosco? O que andam a fazer nas vossas férias? Toca a mostrar e a contar! Já sabem que "toda ouvidos".

Sigam-nos na página de facebook do Blogue Da Mamã Do Bazar. São muito bem vindos!

@Mamã do @Bazar @#

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

"Modo férias ativado! Os nossos "cinco essenciais" já estão na mala"

#@ Estamos oficialmente (e finalmente!!!) de férias! "Yupiiii, que fixe!", diz a Mariana, e eu confesso que sinto o mesmo! Esta última semana foi mesmo díficil de passar; então o dia de hoje, parece que me desafiava e dizia: "o tempo vai correr mais devagar"... Enfim; que bom que é estarmos com o "modo férias ligado"!

Para nós, férias são sinónimo de irmos diretos às "nossas santas terrinhas" (por terras de Viriato) e rever a familia e amigos que tanto adoramos (e que passamos quase o ano inteiro sem ver). É tempo de festas na aldeia; jantaradas em família; passeios; churrascos; alimentar as galinhas; ajudar a regar o jardim; sorrisos; alegria e convívio.
Não pode (nem queremos que seja) de outra forma. E o melhor de tudo (sim, ainda há melhor) é a princesa ir ver os avós e poder estar com eles sem pressas ou horários a cumprir. 

Na verdade, não sei quem está mais ansioso e feliz: se a Mariana ou os avós. Hoje não parou de perguntar: "É agora que vamos para o Viseu? Não filha, sábado de manhã. Oh, não é justo. Eu posso ir já? Dá-me a minha mala que eu vou. Já sou crescida!"(uma despachada esta miúda; vos garanto que se abrisse a porta ela ia mesmo!)
Do outro lado estão os avós: "a que horas saem?; a Mariana não pergunta quando nos vai ver?" - uma delícia. Sem dúvida que os avós são os "pais de açucar"; eles são uma presença fundamental no crescimento da neta. E nós temos a sorte de ter os melhores do mundo (mesmo longe estão sempre perto). 

As malas estão feitas; os brinquedos escolhidos e nós mais do que prontos, mas não podia ir sem partilhar convosco os essenciais da princesa para estes dias de descanso: protetor solar Mitosyl, para proteger a pele do sol e hidratar; perfume Musti by Mustela (hmmm aroma tão fresquinho!); papa Cerelac bolacha maria by Nestlé, para lanches deliciosos (a favorita da Mariana); o jogo do equilíbrio by Science4you, para tardes divertidas e didáticas (não passa sem ele); e, é claro, os confortáveis e super práticos Crocs. Estes cinco "amigos" foram os primeiros a "entrar na mala".
E vocês? Quais são os vossos essenciais de eleição para este Verão? Contem-me tudo. Sou "toda ouvidos".

Sigam-me aqui no blogue (tenho todo o gosto na vossa companhia!) e acompanhem-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

@Mamã do @Bazar @#

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

"Menina do papá ou Papá da menina?!?"


#@ Dizem os entendidos na matéria, que as meninas são mais chegadas aos pais e os meninos às mães; que a relação entre uma menina e o seu papá traz um elo de ligação único e especial; algo que não é possível descrever, só sentir. 

Aqui por casa, comprovam-se os estudos: a Mariana e o pai são de uma cúmplicidade e companheirismo que "derrete corações". Quando estão juntos (os horários do maridão são opostos aos meus pelo menos metade de cada mês, como já vos contei aqui) aproveitam ao máximo cada momento, e é notória a felicidade que lhes vai na alma. Sinceramente, em certos momentos e brincadeiras não sei quem é a "criança": se o pai ou a filha 😃.  Há alturas em que fico de longe, a observar e a contemplar os meus dois amores, e penso na sorte que tenho. Mesmo quando sou "expulsa da sala" pela Miss Teimosia "porque agora é a hora especial só da Mariana e do pai" 😍.

Talvez pelo pouco tempo que passa com ela, quando estamos todos, o papá cá de casa faz questão de ajudar em tudo: banho, vestir, dar comida, fazer sopa, preparar a mochila, enfim, "arregaça as mangas" e veste a capa de Super Pai Babado. A cada suspiro, conquista ou fala da sua menina, já está orgulhoso. E a sorrir. Sempre a sorrir quando está com ela. E ela devolve o sorriso, sempre. E o pai? "Baba" e diz para mim: "é mesmo uma riqueza a nossa filha não é?", e eu aceno, enquanto o meu coração transborda de amor incondicional...

Fica é a dúvida no ar: será que a princesa é menina do papá ou tenho um maridão que é "papá da menina"? É que, honestamente, não sei quem é mais "doido por quem" 😊. E, para mim, é uma delícia ver o amor dos dois. 
Mais alguma mamã por aí que tenha um "papá da menina" e queira partilhar as vossas experiências e peripécias? os papás aí em casa também gostam de ajudar? Contem-me tudo; "sou toda ouvidos".

Acompanhem também as nossas aventuras na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar e sigam-nos aqui no Blogue para terem acesso a todas as novidades. São bem vindos!!

@Mamã do Bazar  @#

terça-feira, 15 de agosto de 2017

"Das Escolhas Cá De Casa II: Já te expressas à tua maneira?"

#@ Cá em casa gostamos de coisas diferentes e especiais. Quando pudemos, optamos pelo comércio tradicional, em especial por produtos de artesãos nacionais. Somos totalmente a favor da divulgação e promoção das marcas e negócios de mães e pais empreeendedores.

Ora, foi através do facebook que conheci a T of Life e fiquei completamente fã. A ideia da marca é dar-nos a oportunidade de termos o nosso sonho estampado na nossa roupa, totalmente feita à medida e personalizada a gosto. O design, modelo, frase, enfim, todo o processo de criação, passa por um contínuo diálogo e acompanhamento ao cliente, que nos faz sentir únicos. 

A criadora da T of Life é a Kelly Ferreira, uma super mulher empreendedora, dinâmica e inovadora; e mamã da princesa Íris; que está sempre disponível para colocar em imagens e palavras o que nos vai no coração. Nós já temos as nossas camisolas: eu a de melhor mãe do mundo (tinha de ser 😍; babo totalmente quando uso); a Mariana a da girafa fofinha (um amor não é?). O próximo será o papá, certamente. Podem saber mais sobre a marca e criar a vossa roupa aqui
@Mamã do @Bazar @#

Acompanhem-me e estejam sempre a par das novidades na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

"E o vencedor do primeiro passatempo do Blogue da Mamã do Bazar é..."

#@.... uma vencedora, pois só houve participações femininas 😂 eh eh eh eh.
Pronto, agora a sério, podem rufar os tambores....
A vencedora do primeiro passatempo foi a participação 113 (e ainda dizem que o 13 é número de azar 😉)...

... que corresponde à Filipa Pascoinho. Parabéns!!! Aguardo contacto por mensagem para a página de facebook do Blogue.

Às restantes, obrigada pela participação e nada de desânimo. Teremos mais passatempos em breve (palavra da Mamã do Bazar 😉), por isso continuem a acompanhar-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar.

Um agradecimento especial à Babyso e à Sónia Reis pela parceria e "amizade virtual" 😍.

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 13 de agosto de 2017

"Mamã, deixa; eu faço sozinha!"

#@ Esta é a frase que mais se ouve por estes lados. Pelo título poderão pensar: "Uau, que sorte, uma criança independente"... Pois, mas a "criança" tem apenas três anos e meio, embora ache que já conta com uns 18, pelo menos 😊. 

A Mariana acha-se totalmente "senhora dona do seu nariz" e, como tal, quer fazer tudo sozinha (mesmo tudo!), e acredita que sabe fazer tudo sozinha. Eu acho uma certa piada a esta independência (é assim desde bebé), mas há dias que esta postura do "vamos levar a mãe à loucura", é no minímo desafiante, e há alturas que sinto falta da "minha bebé". Será que estou a exagerar?

Ora, fechem os olhos e imaginem os filmes: tomar banho - eu lavo, tiro a espuma, vou buscar a toalha e quando regresso está a Mariana cheia de espuma. "Então filha, cheia de espuma outra vez? Sim mamã, eu já te disse que sei tomar banho sozinha, e estou a tomar" (toma!). Ir à rua - ajudo-a a arranjar-se e vou tratar de mim a seguir; quando dou por ela, já está à porta, pronta para sair, com casaco e mochila, e ainda me diz:"demoras muito mamã? não te esqueças das chaves" (WHAT???!!!). 

Não me interpretem mal; eu e o maridão acreditamos numa educação positiva, mas com limites; em educar ao ritmo dela; em pedir e não exigir; em falar e explicar, em vez de impôr. Mas esta independência toda, hmmm, não sei, assusta-me um pouco. Bom, pelo menos não me posso queixar de monotonia quando estamos a duas, pois com a Mariana é supresa e diversão garantidas 😂. Nunca se sabe "para que lado a independência a vai levar" 😊

Mais papás e mamãs com rebentos "Totally Independents"? Não vos assusta um bocadinho tanta "independência precoce"? Dicas e conselhos são bem vindos, muitoooo bem vindos; "sou toda ouvidos".

@Mamã do @Bazar 

Acompanhem-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar. São bem vindos 😄

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

"Socorro!!! E quando temos uma noite só para nós sem marido e filho(s)?"

#@A hora teria eventualmente de chegar: uma noite sem maridão e sem filhota; um tempinho só para mim; para fazer o que me apetecesse (ou simpesmente não fazer nada). Confesso que ansiava por um momento assim, que me permitisse "pensar em mim" ou então não pensar sequer. Um momento em que não tivesse de me preocupar com nada; em que não tivesse de "planear e antecipar" (as mães que estiverem a ler entendem-me!). Também vos acontece isso 😏? 


Quem acompanha o blogue sabe que não temos família por perto, portanto quando os avós vêm passar uns dias a Lisboa e nos dizem que querem ficar com a princesa cá de casa uma noite, é algo a que não estamos habituados e nem sei muito bem como reagir. Com o maridão a trabalhar de noite, suponho que é bom ter um tempo para mim, para variar, certo? 

A Mariana "foi numa boa", do tipo "tchau aí mãe; vou dormir fora. Estou a crescer, aguenta!". E eu, que estava à espera de uma pontinha de receio ou hesitação, vejo a "Miss Teimosia" pegar nas suas coisinhas e ir com os avós decidida e feliz da vida. "Toma que já comeste!" - a miúda não precisa da mãe 24/7; "mentaliza-te de uma vez", digo para comigo. 
Sim, definitivamente está na altura de começar a pensar em aumentar a familia visto que já não há bebés cá em casa 😊.

Moral da história: chego a casa; e depois de mudar de roupa e de um banho relaxante, encaro a casa vazia e sem "luz". Falta o sorriso da princesa; os brinquedos desarumados; as gargalhadas e brincadeiras; a "vida". Reina apenas o silêncio. E eu penso: "Não, não gosto disto". E vou para a diretamente para a cama dormir (ok, depois de comer um chocolate, admito!).

Isto fez-me pensar... Será que já não sei "estar comigo mesma"? Terei eu perdido a capacidade de aproveitar estes momentos sozinha? Ou será que é "falta de treino"? Alguém aí a passar pelo mesmo (ou que tenha passado) que me possa dar umas dicas? "Sou toda ouvidos" como sempre.

@Mamã do @Bazar @#

Acompanhem-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

"Das Escolhas Cá De Casa I: Já conhecem a Abelha Pipa?"

#@ Pipa é uma abelhinha muito amorosa e simpática (e um pouco traquina também 😃) que vive num vale encantado e florido. A Pipa vai ter um mano e os papás abelhas estão muito preocupados... Como irá a abelhinha reagir?.... (A história parece-vos familiar, hein?)
Este conto repleto de amor ensina aos mais pequenos valores como a partilha, inter-ajuda e a importância da amizade. Aos "mais velhos" traz uma perspetiva diferente de como dar a notícia de que há um irmão "a caminho".

Cá em casa somos fãs; a princesa adora ouvir a história "da amiga Pipinha", alcunha carinhosa que lhe deu, enquanto aguarda ansiosamente a chegada de um mano. "Mamã e Papá quando fazem o mano da Mariana?" - esta é a pergunta que mais ouvimos cá em casa ultimamente (nop, nada de pressão, ora essa!). Confesso que já sabemos a história de côr e não nos conseguimos "cansar" de a ler.

Da editora Chiado, o livro é da autoria de Cátia Ladeira: enfermeira a tempo inteiro; mãe de dois lindos rebentos e escritora. 
Sem dúvida uma das escolhas cá de casa. Curiosos por saber mais sobre as aventuras da abelha Pipa e comprar o livro? Podem fazê-lo aqui.


@Mamã do @Bazar @#

Acompanhem-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

"Se sou mãe coruja? Hmmm, depende..."


@# Muitos me perguntam se sou, e me considero, uma autêntica "mãe coruja"? Bem, a resposta é muito simples: depende. Ora, vamos lá a saber: o que entendem por "mãe coruja"? É que isso influencia tudo o resto.
Se ser "mãe coruja" é ser presente;"babar" com cada conquista; chamar a atenção e pôr de castigo quando se erra; acreditar e motivar; reforçar pela positiva; brincar; "bater o pé" quando algo está a exceder os limites; rir muito, sempre, a toda a hora, então sim: muito prazer, "mãe coruja" eu me assumo.

Porque não, lamento, mas não sou "viciada" na minha filha 24 horas por dia. Gosto e acredito em "dar-lhe espaço" e em "deixá-la respirar"; experenciar e viver o que a rodeia "à maneira dela", coisa que ela precisa e muito! (não fosse ela filhinha da senhora sua mãe). Cair, tropeçar, chorar, correr, brincar na terra, cair outra vez, andar descalça, rebolar na relva,...; tudo faz parte do seu crescimento e eu não me imponho, nem protejo em desmasia. Acompanho. Ela sabe que pode contar sempre comigo, mas que sozinha também é capaz de fazer coisas. E isso é primordial.

Acredito num crescimento à base da confiança e do respeito; da amizade e do carinho; de "miminho e abracinhos" e partilha, mas tudo em "regime q.b.". Não gosto de sufocar nem de andar "atrás da Mariana 24/7 (porque também odeiiiiooo sentir-me pressionada) e tento não perder as estribeiras (embora com a Miss Teimosia cá de casa isso seja um exercício que requer muito treino 😊 - mas isso é assunto para outro post!). Mas sim, consigo ver que tenho vida "além da Mariana" (apesar dela ser a minha vida) e a Mariana não precisa que a mãe "ande em cima dela" a toda a hora para se sentir amada.

E é isto. Por isso: "Se sou mãe coruja? Hmmm, depende... Depende do que cada um entende que isso é. No meu entender: sim sou, com todo o gosto 😉. Espero ter respondido aos curiosos 😖.

Há por aí mais mães corujas a ler este post e a acompanhar a Mamã do Bazar? Cheguem-se à frente e "falem"; eu sou "toda ouvidos".

@Mamã do @Bazar#@

Sigam-me na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar

sábado, 5 de agosto de 2017

"E quando somos pais sem pais por perto?!?"

@# Já lá vai o tempo em que a família estava por perto e disponível para nos apoiar no crescimento dos nossos rebentos, fosse para ajudar num dia de febre inesperada (o que por aqui até aos 2 anos acontecia com muitaaaa frequência) ou para ficar com eles enquanto vamos jantar fora com a nossa cara metade (ui, já passou algum tempo desde a última vez).

Infelizmente é cada vez mais comum vivermos longe da família, seja por questões de trabalho, dinheiro, conforto ou saúde, o que faz com que contemos com pouquíssimo apoio no nosso dia-a-dia. Cá em casa esta é a nossa (difícil) realidade, sendo que eu e o maridão trabalhamos a tempo inteiro e temos, vários dias por mês, horários opostos, o que implica uma gestão de tempo e tarefas com muita ginástica (às vezes parece que há dias com 50 horas!). Os nossos pais estão a 320 km de distância. 

Quando acontece algum imprevisto, acabamos por ter de andar a correr de um lado para o outro; faltar ao trabalho (o que nem sempre é visto com bons olhos...); poucas horas de sono; poucas horas de tempo a três (a princesa é sempre a prioridade); tarefas domésticas atrasadas; e pouco tempo livre para aproveitarmos em pleno as coisas realmente importantes da vida (mas quando embarcamos "nelas" esquecemos o resto 😃)

Nem sempre é fácil, e confesso que há dias em que me deito completamente de rastos (tipo zombie; com cara de quem mete mede ao susto, admito) e com a sensação de que poderia ter feito mais e melhor. Naqueles dias menos bons, sim porque todos temos dias desses, o “exercício” que me “obrigo” a fazer é pensar na sorte que tenho por ter uma família que amo, por todos termos saúde e por sermos um trio unido (e um pouco louco também, admito 😏). E tudo me parece simplesmente perfeito.
Mais alguém por aí a viver o mesmo? Têm dicas para partilhar? Desabafos para "deitar cá para fora"? Sintam-se à vontade para "falar"; pois eu sou "toda ouvidos".

@Mamã do @Bazar#@

Sigam-me na pagína de facebook do Blogue da Mamã do Bazar 😉

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

"Olha o passatempo!!!"

Atingimos os 400 likes na nossa página de facebook e para celebrar chega o primeiro passatempo, em parceria com a Babyso. Temos para oferecer um porta-chaves personalizado a gosto.

Participar é descomplicado:
- Fazer gosto e seguir na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar
- Fazer gosto e seguir na página da Babyso
- Identificar três amigos no post do passatempo na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar
- Partilhar o post da página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar de forma pública

O passatempo decorre de 3 a 13 de Agosto às 23:59. O vencedor será escolhido via random.org e divulgado durante o dia 15-08.
Podem participar as vezes que quiserem desde que identifiquem três pessoas diferentes em cada participação. Boa sorte.
@Mamã do @Bazar



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

"Cá em casa não há tutus. Só karaté mesmo"

#@ Tenho de admitir. A miúda "leva jeito" para o Karaté. Parece que tem uma aptidão natural e vê-se que é feliz nas aulas. Mas ao início não foi "fácil de engolir".
Quando soube que estava grávida de uma menina, "pintei logo o cenário" de completo mundo cor-de-rosa de princesa. Assim, daqueles mesmo pirosos ao extremo (as mães de meninas que me estão a ler sabem bem do que falo!) com laços, fitinhas, vestidos, fofos e folhos, muitos folhos 😍. Mas não... Só para me contrariar tinha de "sair uma pirralha" que não é nada dada a estas coisas. A minha filha não é uma menina de tutus, pronto, tenho de aceitar e seguir em frente. Sim usa laços, ganchos e até fios e pulseiras, mas no que toca a vestidos e fofos e "pirosices" é do género: "esquece mãe que isso não é para mim. Passa a outro assunto se faz favor".

Consideramos importante que a Mariana faça um desporto, pois estamos cientes da influência positiva que o desporto tem para o corpo e a mente. Ora, como o jardim de infância que ela frequenta tem vários à escolha, decidimos que deveria fazer um. Não é de admirar, portanto, que quando chegou a hora de escolher a atividade que queria fazer (e depois de eu já ter andado a "namorar" as roupas de ballet e a imaginar uma carreira de sucesso nas grandes salas de espetáculo internacionais) do alto dos seus dois anos e meio, ela me tenha dito: "mamã, eu quero fazer karaté". What?!? Será que ouvi bem 😖? Repeti a pergunta duas vezes, mas a resposta foi a mesma: karaté, karaté. Pronto, foi o destruir de um sonho da mãe e a alegria do pai, que ainda estava mais entusiasmado que ela. Homens...

Mas a verdade é que, depois de assistir à aula, e de ver como vem alegre e bem disposta nos dias que faz karaté, tive de me render às evidências: a miúda gosta e tem mesmo jeito. Além do que é um desporto ótimo para "treinar" a concentração e o respeito pelos pares. (Sim, mas não deixa de ser teimosa na mesma, querias!)
Ok, quando me perguntam se ela faz algum desporto e digo "sim, karaté", a maioria das mães de meninas olha-me como se tivesse dito uma asneira. Mas querem saber? Não ligo nenhuma. Repito: "a minha filha não é menina de tutus". Ponto.

Mas é uma ternura, não acham? Há mais pais e mães por aí com meninas "karatecas" ? Digam oi, pois sou "toda ouvidos".



Bons sonhos 

@Mamã do @Bazar#@

Sigam-me no facebook através do Blogue da Mamã do Bazar:

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...