terça-feira, 31 de outubro de 2017

"Coração de mãe tem de aguentar e ser de ferro"


#@ Filhos doentes; é das coisas mais duras e difíceis para o coração de uma mãe. Daríamos tudo para trocar de lugar com eles; para que não sofram; para que a saúde nunca os "abandone". Racionalmente, sabemos que viroses; "ites"; febre; tosse; nariz a pingar; espirros; tudo faz parte desta época do ano (apesar das estações andarem trocadas!). Mas, emocionalmente, a história é outra...

Dói, sim a palavra é mesmo "dói", quando os nossos amores maiores estão doentinhos e não há nada que possamos fazer para mudar isso. E não falo das noites em claro; da febre que teima em não baixar; do choro de dor; dos vómitos e diarreias; da falta de ar; das otites que "rebentam"; das dores de barriga; da falta de apetite; de nos levantarmos mil vezes para ver a temperatura; do (não) dormir com eles ao colo porque querem a "mamã"; da total privação de sono... Isso é o menos. Falo sim da dor emocional; psicológica (e por vezes física); da impotência de os ver "assim".

E o que faz uma mãe? Seria de esperar que "caíssemos para o lado" de exaustão e cansaço... Mas não! Tristeza ou desanimo nem são opção! "Vestimos" a nossa capa de super mulheres; colocamos o maior sorriso no rosto e "bola para a frente". Mesmo após noites em claro, dizemos aos filhotes que está tudo bem (quando o que mais queremos é ficar com eles!); que o "dói-dói" vai passar depressa; que temos de ir trabalhar, mas que o papá ou os avós vão cuidar muito bem deles.... E saímos (com o nosso coração do tamanho de um grão de areia), para enfrentar mais um dia de labuta. 

Vamos buscar forças não sei onde nem como; mas "elas estão lá". Fazemos o nosso trabalho o melhor que pudemos (a contar as horas e minutos para voltar a casa e dar aquele abraço aos pequenotes!); com uma força e capacidade de adaptação inigualáveis. Somos mães; e as mães são de ferro (mesmo quando o que mais queremos e precisamos é de colinho). Somos fantásticas; uma força da natureza. E não nos podemos esquecer disso nunca.

Alguém se revê nesta "história"? Muitos "corações de ferro" por aí? Onde vão buscar forças nos momentos menos bons? Às vezes cansa ser "de ferro".... Mais alguém sente o mesmo? "Sou toda ouvidos".

Sigam-me no facebook aqui; sem esquecer de me seguirem também no blogue (basta irem à página inicial; canto superior direito; opção seguir).

"Vejo-vos" no próximo post ❤!

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 29 de outubro de 2017

"Doçura ou Travessura combinam sempre com um look com pinta!"

#@ Confesso que não sou muito fã do Halloween, nem de tudo o que lhe está associado, mas a princesa cá de casa adoraaaa esta altura do ano, e pede sempre para ir "vestida como uma modelo" para o jardim de infância 😊.

Como a escolinha festeja a data, quem quiser pode ir vestido a rigor e assim combinar com toda a decoração. Cá em casa já "demos o nosso contributo" e decoramos uma abóbora os três (admito que não somos muito prendados no que toca a trabalhos manuais, mas demos o nosso melhor, eh eh eh!) para embelezar ainda mais todo o ambiente no Cosme e Damião.

Mas, sem dúvida, que para a pequenota, o mais importante é a roupa. Este ano, em vez de ser eu a escolher, fomos as duas à Imaginarium e deixei-a ver e experimentar todos os fatos que quis. A funcionária da loja foi uma querida e teve uma paciência fantástica ☺! Divertimo-nos imenso! 

A escolha (para mim) é que foi mais complicada, pois dava vontade de trazer todos, mas a Mariana não teve dúvidas: "Mamã eu quero ser a Noiva Esqueleto; é o mais giro e maravilhoso de todos!". Hmmm, o que dizer perante isto 😂😂😂? Fiquei sem argumentos.
Aqui está o look que ela escolheu (e que anda ansiosa por vestir - todos os dias pergunta quando é o Dia das Bruxas Boas 😉), sendo que o fio fui eu que adicionei (para dar o "toque de mãe" 😍):

Fio by RiArte Inlobe; vestido, meias e véu by Imaginarium;
e abóbora by Tiger
E por aí? Os pequenotes também gostam do Halloween? Já escolheram o look que querem usar, ou não ligam nenhuma a esta celebração? Que me dizem do look escolhido pela Mariana?  (Terça-feira partilho convosco na página de facebook uma foto dela vestida!). "Sou toda ouvidos" 😁.

A Mamã do Bazar também está no facebook aqui ; espero-vos lá.

Até ao próximo post e um Halloween com muitos doces e poucos sustos 🎃!

@Mamã do @Bazar @#

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

"Às vezes a mãe também precisa de uma pausa..."

#@ Ser mãe transforma a nossa vida completamente. Aprendemos o que é amar incondicionalmente e descobrimos um elo de ligação com a "nossa cria" (ou crias) que vai além da explicação em palavras; sentimos no coração e pronto. A vida passa a ter outro sentido e significado; eu costumo dizer que o meu coração passou a viver fora do meu corpo.

Colocamo-nos automaticamente em segundo plano, sem hesitar ou pensar. Passa a ser um dado adquirido: somos abençoadas com um ser maravilhoso que precisa incondicionalmente de nós (e nós "dele") 24 horas/dia; sete dias por semana. E fazê-mo-lo de bom grado; com todo o amor e dedicação. Passamos a ser enfermeiras, médicas, super heroínas, professoras, costureiras, donas de casa, cozinheiras, bombeiras, enfermeiras, maquilhadoras, fadas... A "mãe" está sempre lá e vai a todas, com uma força e alegria sem igual.

Mas também somos mulheres, com sonhos, vontades, gostos e dias maus... E confesso que às vezes me "esqueço disso". Levo uma vida tão agitada: acordar cedo; despachar-me; tratar da Mariana; deixá-la na escola; trabalho; regressar; ir buscar a princesa; banhos; jantar; brincar um pouco; dormir e volta tudo ao início... Sou tantas vezes "mãe sozinha" (já vos contei que cá em casa moram o casal sol e lua neste post); há tantas "tarefas e detalhes" que ficam à minha responsabilidade que, ocasionalmente, não me lembro da "Sónia mulher".

Sou a melhor mãe que consigo e nunca hesito em colocar a princesa à frente de tudo. Visto a capa de Super Mãe e Mulher com todo o orgulho e de coração cheio, mas há dias que também vou abaixo e preciso de colinho. E sem família por perto, há alturas em que a realidade não é cor-de-rosa, (embora tenha um maridão e um Super Pai cá em casa!) e sinto falta "daquele abraço" da minha mãe.

Será que é muito mau admitir que às vezes precisamos de "uma pausa"; de uns minutos em silêncio sem pensar em nada; de tempo para nós, enquanto mulheres, enquanto Sónia e não apenas "A mãe da Mariana"? Também sentem isso, às vezes? Como lidam com esse "sentimento"? Partilha de experiências precisam-se e são bem vindas; "sou toda ouvidos".

Além de me seguirem aqui, façam-me também companhia na página de facebook do blogue : aceitem o meu convite :).

Vemo-nos no próximo post 😊.

@Mamã do @Bazar @#

terça-feira, 24 de outubro de 2017

"Bem vindos ao Passatempo "Sweet Halloween!"

#@ Caminhamos a passos largos para a noite mais assustadora do ano: a noite de Halloween 😊. Para assinalar a data, o Blogue da Mamã do Bazar  tem para oferecer, em parceria com As Meias da Rosa e Migu - Pulseiras Protetoras, dois prémios fabulosos: um conjunto de meias e laço para princesas vaidosas, personalizado a gosto e uma pulseira protetora cheia de pinta para mamãs ou pequenotes (vencedor escolhe).
Participar é super descomplicado:
- Fazer gosto e seguir na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar
- Fazer gosto e seguir na página de facebook de As Meias da Rosa
- Fazer gosto e seguir na página de facebook de Migu - Pulseiras Protetoras
- Identificar quatro amigos no post do passatempo na página de facebook do Blogue da mamã do Bazar
- Partilhar o post da página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar de forma pública.

O passatempo decorre de 24 a 31 de Outubro às 23:59. O vencedor será escolhido via random.org e divulgado durante o dia 03-11.
Podem participar as vezes que quiserem, desde que identifiquem quatro pessoas diferentes em cada participação. Boa sorte!

Não se esqueçam de seguir o  Blogue da Mamã do Bazar  para serem sempre os primeiros a saber dos passatempos e novidades 😊!

"Encontramo-nos" no próximo post!

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 22 de outubro de 2017

"Não, não são apenas borbulhas; é molusco contagioso..."

#@ Coração de mãe raramente se engana. Parece que nasceu com um sexto sentido tão, mas tão "apurado", que às vezes sabe tanto ou mais do que os médicos 😣. 

Subitamente, apareceram umas "borbulhas" na parte de trás da perna direita da Mariana, junto à anca. Começaram por ser duas ou três e, rapidamente (um ou dois dias depois), tornaram-se oito ou nove. Achei estranho e perguntei ao maridão se tinha reparado, visto que às vezes ele dá banho à princesa quando andamos em horários trocados. Disse-me que sim, mas desvalorizou. Já eu, achei estranho. Na verdade, ela não se queixou (nem queixa) e dizia que não tinha comichão, mas a minha intuiçao dizia que algo não estava bem...

Então, optei por marcar consulta na pediatra para tirar as teimas. Assim que a Dra. Luísa Faleiro viu disse-me, sem hesitações,: "Ui mãe, a nossa pequenina está com molusco contagioso. Vamos começar já a fazer a pomada que lhe vou indicar e, senão vir melhoras ao final de duas semanas, marque consulta no dermatologista pediátrico, pois têm de ser retirados". 
Bem sei que não é "nada de outro mundo" mas, (e penso que falo por todas as mães) tudo o que tem a ver com os filhotes, "mexe" sempre connosco 😣.

E, para quem não sabe, (eu também nunca tinha ouvido falar!) deixo uma pequena explicação do que é, afinal, o molusco contagioso? 
É uma infeção viral comum e frequente nas crianças. Manifesta-se pelo aparecimento na pele de pequenas bolinhas da cor da pele ou ligeiramente amareladas. Podem atingir qualquer parte do corpo e variam entre a meia dúzia e as dezenas de lesões.
Geralmente é contraído por contágio direto. O tratamento inicial é com produtos corrosivos e tem como objetivo provocar alguma irritação ao redor das lesões, de forma a ajudar o organismo da criança a criar defesas contra o molusco. Se este tratamento não funcionar, será necessário extrair cada uma das lesões.
(fonte: Site CUF Descobertas).
Alguém cujos pequenotes tenham passado pelo mesmo? A pomada ajudou ou tiveram de retirar? Partilha de experiências são bem vindas para acalmar um pouco "o coração de mãe" e eu "sou toda ouvidos".

Também estou no facebook aqui.

Vemo-nos no próximo post!

@Mamã do @Bazar. @#

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

"Como saber que está "na hora de ir" ao segundo filho?"

#@ Diz-se que nós, mulheres, nascemos com um "relógio biológico" que a dada altura na vida desperta e faz "Tic Tac: está na altura de ser mãe". Eu, além desse suposto "relógio", nasci também com um instinto maternal "muito apurado". Sou aquele tipo de pessoa que quando vê um bebé se "derrete" completamente e fico com uma vontade doida de apertar bochechas ☺.

Talvez por ser filha única, sempre senti um enorme desejo e vontade de ter uma família grande. Mas, a necessidade de ter estabilidade económica e profissional foram adiando esse "sonho", e acabei por ser mãe aos 29 anos, três anos e meio depois de ter casado. Hoje penso que devia ter "matutado menos", e seguir a minha vontade de ser mãe mais cedo mas, lá está, o tempo não volta atrás.

Foi no dia 5 de Março de 2014 que aprendi o que é amar incondicionalmente; que percebi o verdadeiro dom que nós mulheres temos: gerar e dar vida. E essa é a maior riqueza do mundo. A primeira vez que peguei na Mariana ao colo e a olhei, soube que o elo que nos une será para toda a vida; que nunca iria deixar de estar ao seu lado; que morreria por ela. 

Temos uma relação tão boa e próxima; somos tão chegadas e cúmplices (ela adora o pai, mas há umas semanas para cá "virou a casaca" e quer a mamã para tudo 😊) que, por vezes, penso se ao ter outro filho esta cumplicidade será ameaçada; se serei capaz de dar amor aos dois; se conseguirei ter o tempo que dois filhos merecem (e exigem!); se o meu coração estará preparado para tal mudança... 

A família e os amigos já perguntam "para quando um segundo rebento?" (nop, nenhuma pressão, ora essa!); a Mariana pede constantemente um mano; e cá em casa temos muita vontade, mas, admito, tenho imenso receio.... Das mães que estejam a ler este "desabafo", mais alguma sentiu o mesmo? Como saber que está na altura de avançar para um segundo filho? Há algum "sinal do  além"? Também tiveram "medo"? Troca e partilha de experiências são bem vindas: eu "sou toda ouvidos".

Façam-me companhia na página de facebook aqui e sigam o blogue (página inicial; canto superior direito; seguir - super fácil 😉).

Até ao próximo post.

@Mamã do @Bazar @#

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

"Das Escolhas Cá De Casa VI: das mãos mágicas da Paula para o "mundo" da Mariana com e Por Amor"

#@ Quem acompanha esta minha aventura na blgosfera (o Blogue está quase a fazer três meses 😊), sabe que uso (e abuso) desta rubrica para vos dar a conhecer marcas, ideias, negócios ou artigos dos quais somos (ou ficamos) fãs.
Mas não são escolhas quaisquer! Tratam-se de marcas com as quais nos identificamos e, acima de tudo, são 100% handmande ou de mães e pais (como nós) totalmente empreendedores. Como já partilhei convosco, somos totalmente a favor de artesanato, e previligiamo-lo sempre que pudemos.

Numa das minhas viagens pelo facebook (adoro conhecer páginas novas e segui-las para ficar a par das novidades!), "dei de caras" com a Por Amor e, vão-me desculpar o cliché, mas foi "amor à primeira vista". 
As peças são de uma delicadeza, ternura e paixão inexplicáveis. Admito que estive quase uma hora a ver fotos, álbuns e comentários (porque sim, "os olhos também comem!). A minha vontade era encomendar tudo; é tão difícil escolher! Vão visitar a página já em seguida e vão perceber o que quero dizer. É impossível ficar indiferente.

O que mais me saltou à vista, desde logo, foi o amor que a Paula coloca em cada peça. Parece que deixa um pouco de si em cada artigo, e que quando chegam até nossas casas vêm por amor (pode parecer um pouco lamechas mas não há outra forma de descrever). 

A Por Amor coloca ao nosso dispor peças em mdf com gravação a laser - caixas; caça sonhos; porta chaves; guarda-jóias; molduras; terços; placas - enfim , "o céu é o limite", tudo personalizado a gosto do cliente. Uma verdadeira "delícia"!
A Paula, fundadora e empreendedora da marca, é super disponível, acessível e simpática. Ainda que virtualmente, "acompanha o cliente" em todo o processo de decisão do artigo e personalização, transpondo para cada peça exatamente o que idealizamos. E o resultado só pode ser fantástico, como vos vou mostrar em seguida.

Podem conhecer o mundo encantado da Por Amor aqui. Aviso-vos já: depois de acederem não vão conseguir "desgrudar" da página, portanto, aceitem o meu conselho e façam-no com tempo 😉. Estas peças lindas "já moram" cá em casa, no quarto da Mariana:
São ou não um "amor"? Eu estou sem palavras (e olhem que é díficil isso acontecer!). Qual gostam mais? Digam de vossa justiça; "eu sou toda ouvidos".

Encontramo-nos também  aqui 😊.

@Mamã do @Bazar @#

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

"As mães também têm dias difíceis..."


Meias by As Meias da Rosa
#@ Ser mãe transforma-nos completamente. Passamos a saber (verdadeiramente) o que é o amor incondicional; multiplicam-se as alegrias; os sonhos; os momentos deliciosos; a vontade de viver e ser melhor... Há um ser (ou seres) que depende(m) de nós para (sobre) viver. Costumo dizer que o meu coração "passou a viver fora do meu corpo". 

É, sem dúvida, o desafio mais gratificante e, ao mesmo tempo, mais difícil das nossas vidas. Traz consigo dias "menos bons" (sim, não sou perfeita, longe disso) em que questiono tudo e fico com o coração apertadinho... "Serei boa mãe"?; "Estou a fazer as escolhas certas"?; "Optar por lidar com as birras com mimo e distração será o melhor?"; "Não insistir para que coma quando não quer mais é o correto"?; "Combater a teimosia com muitas cócegas e sorrisos será educativo"?; "Trabalhar dez a doze horas fora de casa enquanto a Mariana está na escola, de forma a que tenha um futuro melhor, é justo"?; "Estar longe da nossa restante família, vale a pena"? ...

São tantas as dúvidas que "chegam nestes dias difíceis"... Mas, de repente, lembro-me que sou mãe, e este "título" vem acompanhado de capacidades sobrenaturais: o meu corpo e mente têm uma força avassaladora que eu desconhecia; o amor incondicional que sinto pela Mariana derruba qualquer barreira; um sorriso dela enche o meu dia; o seu abraço incentiva-me a enfrentar as batalhas diárias; um "amo-te daqui até à lua mamã" faz tudo valer a pena e relembra-me a benção que é ter este "tesouro" nas nossas vidas. Aí, esqueço os medos e receios, e repito para mim mesma: "Sou a melhor mãe que consigo e posso ser". E os medos e anseios vão-se. 

Não, não é fraqueza admitirmos que as mães também têm dias díficeis. É sim preciso coragem para ultrapassá-los, tendo sempre em mente que os filhos são o melhor de nós. 
Esta é a minha homenagem a todas nós mães; que os dias difíceis sejam cada vez menos e o nosso amor cada vez maior. Mais alguém se quer juntar a mim? "Sou toda ouvidos".

Espero-vos no facebook aqui e toca a seguir o blogue (página inicial; canto superior direito; opção seguir).

Vejo-vos no próximo post!

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 15 de outubro de 2017

"Alerta; Venham descobrir o vencedor do passatempo "Bem vindo Outubro!"


#@ Olá! Já fizemos o sorteio e já sabemos quem vai andar ainda com mais pinta e receber uma sweat para o rebento e um conjunto fio e pulseira para a mamã 😊. São tão mimosos, não são? Adoro!

Sem mais demoras, podem "rufar os tambores": Maria Ferreira é a sortuda! Parabéns! Aguardo o seu contacto por mensagem privada para a página de facebook.



Os restantes podem tentar de novo a sorte em breve, pois teremos mais passatempos (e novidades!)  não tarda 😉.
Aproveito ainda para vos agradecer, em nome da página de facebook do Blogue (através da minha pessoa claro!); da RiArte Inlobe e da Sweet Adriel as mais de duas centenas de participações. Bem haja a todos <3!

Para serem sempre os primeiros a saber dos próximos passatempos e surpresas é mais do que obrigatório 😊 fazerem gosto e seguir aqui, assim como serem seguidores do blogue. Eu cá estarei para vos receber, como sempre.

@Mamã do @Bazar #

sábado, 14 de outubro de 2017

"Looks com pinta para um Outono cheio de estilo"

"@ Ser mãe de menina tem destas coisas: "perder completamente a cabeça" quando se trata de ir às compras para elas (as mães de princesa que me estão a ler entendem perfeitamente, certo ☺)? Saímos com a ideia de comprar uma saia, e trazemos o "pacote completo": camisola, collants, fios, laços,... Mas o que fazer? É tudo uma "tentadora perdição"! 

Embora já tenha partilhado convosco os meus outfits preferidos de regresso às aulas da Mariana neste post, confesso que não resisti a fazer mais umas comprinhas... Todas queremos que os pequeninos estejam confortáveis, sem perder a pinta que os filhotes merecem, não é 😊?

Sem mais demoras, dou-vos a conhecer os novos modelitos que enchem o roupeiro da princesa cá de casa com muita cor:

Fio by Principessa Made With Love; Pulseira by Cordelinho socute;
Laço by Tania Paulo Pereira; Vestido by Pipoca Vaidosa Tuc Tuc
e collants by Pequenos Traquinas Tuc Tuc
Fio by RiArte Inlobe; laço e sweat by Um, Dois, Três;
Saia by Modalfa e collants by Sue and Kids Tuc Tuc
Fio by Principessa Made With Love; laço by Tania Paulo  Pereira;
Pulseira by RiArte Inlobe; Vestido by Pipoca Vaidosa Tuc Tuc
e collants by Primark
Fio by Principessa Made With Love; laço e meias by Tania Paulo Pereira;
golinha by Amore e Saia by Modalfa
Nas legendas das fotos têm links para as páginas de algumas das marcas criadoras destas roupas e acessórios lindos; e, atenção, que muitas são 100% handmade. Mães de meninos não fiquem tristes; lá podem encontrar vestuário fantástico para os vossos princípes também 😉. Visitem e conheçam as novas tendências desta estação. 

Só falta o vosso veredito: gostam dos novos outfits? Qual o predileto? Já fizeram as compras todas ou ainda há um espacinho no roupeiro? Contem-me tudo; "sou toda ouvidos".

Também estou no facebook aqui; acompanhem-me lá. E claro, sigam-me aqui no blogue 😊. Adoro a vossa "companhia".

Até ao próximo post.

@Mamã do @Bazar @#

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

"Dos nossos momentos a duas: "Mamã eu fico aqui a cuidar de ti porque os meus beijinhos são mágicos e curam os dói-dóis!!"

#@ Esta tenho de partilhar convosco. Quem já me acompanha, sabe que passo muitos momentos a duas com a Mariana (para quem "nos está a ler" pela primeira vez podem saber mais aqui). E, ultimamente, têm sido mais que muitas as conversas que ela tem comigo e que me deixam de "boca aberta". Além dos dolorosos porquês (podem lê-los neste post e neste), tambêm chegaram os "deliciosos comentários" que me derretem o coração. 

Resolvi, por isso, criar este "espaço" - "Dos nossos momentos a duas"; onde tenciono registar as "pérolas" que a princesa cá de casa vai dizendo e fazendo. Não só para as "eternizar", mas também para que possamos trocar e partilhar experiências.

Supostamente, quem "dá colinho e miminho" nas alturas menos boas - seja por doença, birras, dores,... - são os pais, certo? Pois bem, aqui em casa mora uma menina tão despachada, que do alto dos seus três anos e meio já quer cuidar de mim ❤.

Aqui há dias, estava eu deitada no sofá com uma grande dor de cabeça (daquelas que nos fazem chorar de dor!) e chega a Mariana (que tinha acabado de acordar da sesta com o pai). Ao ver-me desanimada e com "cara de meter medo ao susto" (algo que não é nada meu - quem me conhece pessoalmente sabe que "falo pelos cotovelos" e que ando sempre de sorriso no rosto) pergunta-me o que se passa. Eu tento explicar que estou com "dói-dói na cabeça", mas que vai passar; só preciso de descansar um pouquinho. Resposta: "Mamã não te preocupes, eu não vou com o pai às compras, eu vou ficar aqui a cuidar de ti. Os meus beijinhos são mágicos e vão curar os dói dóis todos!".

Bolas, com esta desarmou-me... Até fiquei com uma lágrima ao cantinho do olho. Esta miúda derrete o meu coração. Não sei de onde lhe "saem" estas ideias e frases, mas eu fico ainda mais in love pela princesa. Passou o resto da tarde pertinho de mim, enroscada no sofá, a fazer festinhas e a dar beijinhos. Não há mesmo nada melhor na vida do que estes momentos. Até a dor de cabeça se foi embora mais depressa com tanto miminho.

Mais alguém por aí com "pérolas deliciosas" dos rebentos para partilhar? Este cantinho é "nosso", portanto toca a contar; além de adorar saber o que se passa "por aí", "sou toda ouvidos".

Venham fazer-me companhia também na página de facebook. Há sempre partilhas diárias de novidades e troca de opiniões entre todos. Espero-vos aqui.

Até ao próximo post!

@Mamã do @Bazar @#

terça-feira, 10 de outubro de 2017

"Será que mães solidárias estão em vias de extinção?!?"

#@ Há coisas que não compreendo, muito sinceramente. Quem somos nós para julgar quem quer que seja? Enquanto mulheres (e mães) não deveríamos "jogar na mesma equipa" e compreendermo-nos mutuamente? Quando é que nos tornamos tão "críticas do próximo" em vez de sermos "solidárias com o próximo"?

Acredito que ninguém é melhor do que ninguém e que não devemos julgar e sim ajudar. Por isso me custa tanto "ver batalhas de mães" ao vivo (ou online) quando "todas procuramos" (e fazemos) o mesmo: dar o nosso melhor enquanto mães e mulheres. Ninguém sabe tudo. É normal (e saudável) procurar a troca e partilha de experências e opiniões. Será que todas as mulheres se esqueceram disso?!?!?

Não há certo ou errado; há sim pontos de vista diferentes: há famílias mais tradicionais e outras mais modernas; mães mais conservadoras e outras mais descontraídas; crianças que dormem a sesta e outras que não; meninas que são "boa boca" e outras que são piscos (como a princesa cá de casa!); meninos que gostam de brincar com carros e meninos que gostam de brincar com bonecas; bebés que dormem a noite toda e outros que acordam diversas vezes; maridos que ajudam em casa e outros que "fogem a sete pés" das lides domésticas; mães que o são a tempo inteiro e mães que trabalham fora o dia todo; casais com horários trocados e casais em sintonia de horários... 

Poderia "ficar aqui" a escrever a noite inteira as muitas diferenças que nos distinguem enquanto pessoas (e pais)... Mas tudo se resume a isto: "Não há formulas mágicas" - o que funciona comigo e com a Mariana pode não funcionar convosco e o vosso rebento; o que para mim é um dado adquirido, para vós pode ser rídiculo. E qual é o problema? Isso não me torna melhor ou pior. Simplesmente somos diferentes. Cada um tem a sua forma de ver (e viver) a vida. É pedir muito que se respeite e ajude em vez de julgar e "apontar o dedo"? 

As "super mães e mulheres" que estão a ler este post pensem nisto: será que podemos ser mais solidárias e menos críticas? Será que da próxima vez que virem uma birra no centro comercial em vez de abanarem a cabeça podem(os) sorrir aos pais para que saibam que "não estão sozinhos"? Quando uma mãe disser que não consegue (ou não quer) amamentar podemos ouvir o porquê antes de julgar? Podemos parar de comparar negativamente o peso, altura, desenvolvimento, linguagem e comportamento dos nossos rebentos e aprendermos positivamente umas com as outras?...

Será que sou só eu a sentir (cada vez mais!) que as mães e mulheres solidárias estão em vias de extinção?  Serei eu a única a notar as competições desmedidas entre mães a tentar "provar" que o seu filho é melhor? Mais alguém que esteja "um pouco cansado" da ausência de empatia e da falta de compreensão? Digam de "vossa justiça"; "sou toda ouvidos". 
Desculpem este desabafo; não quero ofender ninguém, mas há alturas em que "tenho de deitar cá para fora". 

Convido-vos a acompanhar a página de facebook aqui; e sigam-me também no blogue (página inicial, canto superior direito,"seguir"). São bem vindos!

"Vemo-nos" no próximo post 😊.

@Mamã do @Bazar #@

domingo, 8 de outubro de 2017

"A Oriflame chegou cá a casa e foi uma estreia para mim... Descubram a minha opinião no post!"

#@ A Vivana Monteiro desafiou e a Mamã do Bazar aceitou - vamos lá experimentar produtos da Oriflame! Antes de mais, devo dizer-vos que nunca tinha experimentado (ou visto de perto) algo da marca. Foi uma autêntica estreia, portanto iniciei esta "aventura" completamente "às escuras"e sem nada a influenciar-me ;).

Ora, passada uma semana e meia, quis partilhar convosco o meu "veredito final". Os produtos que estou a usar são os da foto acima. Começo pelo Milk & Honey Gold (creme mãos e corpo) -  a primeira coisa que me "saltou à vista" (ou, melhor, ao nariz!) foi o aroma maravilhoso, que se mantém no corpo o dia inteiro (aplico após o duche de manhã, e ao deitar); depois a textura aveludada: quando estamos a aplicar o creme parece puro veludo sobre a pele. Após dez dias a usar, a minha pele está mais hidratada e suave. Adoro.
E não foi só o meu corpo a ser mimado; os meus pés estão "fãs" do creme Feet  Up Advanced (repara e cuida os calcanhares gretados). Os meus calcanhares estão hidratados, sem gretas e sempre com um aroma fresco. Notei logo melhorias após quatro dias. Aprovadíssimo!
No que se refere ao rímel: simplesmente fenomenal - pestanas longas e bonitas, fácil de aplicar e duradouro (dez horas pelo menos!). Passou o teste!

Para estreia, devo confessar que a marca me deixou muito surpreendida (pela positiva). A Oriflame convenceu-me. A qualidade, facilidade de encomendar, as promoções e o aconselhamento; aliado a preços super em conta, fazem com que eu continue a usar, com toda a certeza. Caso para dizer "Desafio Superado" :)!

Mais alguém por aí que use produtos by Oriflame? Qual a vossa opinião e produtos preferidos? Algum específico que me queiram "aconselhar"? Estou curiosa e "sou toda ouvidos".
Para quem ainda não experimentou, deixo-vos uma sugestão: visitem a página da Viviana aqui e descubram o mundo fantástico da Oriflame. Ela "guia-vos" e explica-vos tudo.

Estou à vossa espera na página de facebook do blogue aqui ; e espero que já sigam o blogue também - é que as surpresas vão ser mais que muitas; "palavra de Mamã do Bazar". 

Encontramo-nos no próximo post 😊!

@Mamã do @Bazar @#

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

"Mariana tem síndrome de ites..."

Pulseira by RiArte Inlobe
#@ Não, não se assustem com o título. Não é nada de grave (e, certamente, muitas das mães e pais que nos acompanham têm o mesmo síndrome lá em casa!), mas "deu-nos" muitas ralações (e dor) nos primeiros dois anos de vida da princesa....

Bronquiolites; gastrointerites; conjuntivites; laringites e otites (estas últimas então foram mesmo um "duro karma"!) - foram uma companhia constante entre os 6 meses e os dois anos da Mariana. Quase não havia tempo para recuperar; "mal saía de uma entrava noutra".

Noites sem dormir; cansaço acumulado; tristeza; dor por ver a princesa a "sofrer"; faltas ao trabalho; desespero por não saber (e nao ter como) inverter a situação; trabalhar de direta; idas constantes à pediatra (às vezes semanalmente!)... Nós passamos por tudo.
E, claro, aqueles "olhares reprovadores" de médicos e enfermeiros quando vamos às urgências do hospital após um dia de febre e ouvimos: "vê-se mesmo que é mãe de primeira viagem; não pode "vir logo a correr" só porque a bebé tem febre. Há que esperar três dias". Então e a mãe não sabe que se passa algo com a filha, querem lá ver?!?! Claro que o pior se confirmava sempre: "pois mãe, parece que é mesmo outra otite....". Sim, no prazo de sete meses a Mariana teve dez otites.... Ainda hoje me custa "relembrar"...

Ok, nós sabemos que é "normal" com a ida para a escolinha surgirem as ditas "doenças de infância", mas nunca estamos totalmente preparados para o que isso "traz consigo". Aqui chegou ao ponto da pediatra aconselhar a que a Mariana saísse da escola e fosse para uma ama (dado que não tínhamos, nem temos, como ficar em casa com ela e os avós estão longe...). Confesso que chegamos a pensar nisso, mas o otorrino (um anjo caído do céu - Dr. Pedro Brazão) disse-nos: "sei que é díficil para vocês verem a pequenina passar por isto, mas tirá-la da escolinha não é solução. Oiçam o que vos digo: vão ver que com o crescimento ela vai melhorar e vai estar imune a "tudo"".

Ainda bem que "arriscamos" e a mantivemos na creche. A verdade é que melhorou; ganhou defesas e as "ites" disseram-nos adeus. De vez em quando lá vem uma febre, uma virose, uma tosse ou um nariz a pingar, mas tudo se resolve mais tranquilamente. E que alívio isso traz ao meu coração de mãe!

Alguém por aí que se identifique com o "síndrome das ites"? Com o crescimento dos rebentos viram melhoras como nós? Quem está a passar esta fase agora? Sei que custa muito, mas não desanimem! Sintam-se à vontade para me (nos contar). Trocar experiências (e desabafos) faz bem (e alivia a alma!). E, pelo menos não nos sentimos tão "sozinhos"; "sou toda ouvidos". 

Nunca é demais lembrar para me seguirem não só aqui (vão à página inicial e clicam em seguir no canto superior direito), mas também na página de facebook. Encontramo-nos por lá :)!

"Vejo-vos" no próximo post ;).

@Mamã do @Bazar @#

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

"Alerta: Passatempo "Bem vindo Outubro!" a começar"

#@ Outubro é um mês especial cá em casa: "o Papá do Bazar" faz anos :). Mas querem "saber um segredo" 😉? Quem vai receber miminhos são vocês; que nos acompanham "desse lado!".
Perto das 80 mil visualizações no blogue e quase 2 mil seguidores na página de facebook só vos tenho a agradecer por fazerem parte desta aventura na Blogosfera. Por isso: OBRIGADA ❤!

E agora "vamos aos presentes" com o Passatempo "Bem vindo Outubro!". Em parceria com RiArte Inlobe e Sweet Adriel, o Blogue da Mamã do Bazar  tem para oferecer uma sweat para os rebentos; e um conjunto fio e pulseira para as mamãs, ambos personalizados ao gosto do(a) vencedor(a). Quem é que não quer ganhar?!?

Participar é super descomplicado:
- Fazer gosto e seguir na página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar
- Fazer gosto e seguir na página de facebook da RiArte Inlobe
- Fazer gosto e seguir na página de facebook da Sweet Adriel
- Identificar três amigos no post do passatempo na página de facebook do Blogue da mamã do Bazar
- Partilhar o post da página de facebook do Blogue da Mamã do Bazar de forma pública.

O passatempo decorre de 04 a 13 de Outubro às 23:59. O vencedor será escolhido via random.org e divulgado durante o dia 15-10.
Podem participar as vezes que quiserem, desde que identifiquem três pessoas diferentes em cada participação. Boa sorte!!!
Digam lá se os prémios não são fantásticos?!? Podem optar por sweat e conjunto fio e pulseira a condizer; assim fazem "matxi matxi" com os rebentos 😍.

Não se esqueçam de seguir o  Blogue da Mamã do Bazar  para serem os primeiros a saber dos passatempos e novidades 😊!

"Vemo-nos" no próximo post!!!

@Mamã do @Bazar @#

terça-feira, 3 de outubro de 2017

"Inauguramos a nova imagem da nossa casa virtual; entrem! Eu e a Detalhes by Cat damos boas vindas!"

#@ Amizades verdadeiras (mesmo que virtuais, por enquanto), só podem resultar em parcerias de sucesso, não acham? E o resultado está à vista: uma nova imagem: linda, simples, clean e totalmente feita à minha medida, aqui no (meu e vosso) blogue, pela talentosa mão (e olho apurado :P!) da Detalhes by Cat.

Nestas andanças pela blogosfera, tenho "conhecido" muitas pessoas maravilhosas e super empreendedoras. Uma delas foi a Catarina (minha mentora, como costumo chamar-lhe carinhosamente :)); e a cara por detrás da Detalhes by Cat. 
Podem conhecer o seu trabalho aqui e deliciar-se com tanta imaginação, bom gosto e originalidade. Desde convites; toppers; decoração de lembranças de batizado, casamento e aniversário; decoração base para despedidas de solteiros; criação de raíz de logotipos e imagens de capa; a horários e etiquetas personalizados, a Cat "vai a todas". Sempre com profissionalismo, simpatia, disponibilidade e dicas que nos ajudam imenso. 
Agradeço, uma vez mais, toda a ajuda e companhia :). 

Agora "the big question": gostam da nova imagem? Eu acho que combina mais com o rumo que eu pretendo (e quero) que o nosso blogue leve. Deê-me a vossa opinião sincera; "sou toda ouvidos".

Também estou no facebook aqui; toca a fazer gosto e seguir. Faço também questão da vossa companhia no blogue (homepage - canto superior direito - opção seguir!).

Até ao próximo post!!!

@Mamã do @Bazar @#

domingo, 1 de outubro de 2017

"Somos o Casal Sol e Lua"

#@ É mais ou menos isto, muito resumidamente: cá em casa mora o sol (entenda-se eu) e a lua (entenda-se marido).  Resta-nos a Mariana que é "um mix" de estrela e arco-íris, que ilumina e dá cor à nossa vida.

Dito desta maneira, até parece bonito e poético, certo? Pois, mas esta é uma forma muito positiva (mesmo muito!) de ver a realidade que se vive na nossa família. 
O maridão trabalha por turnos de 12horas, 365 dias ano, com folgas rotativas. Eu trabalho de segunda a sexta-feira, em horário diurno, com folgas ao fim-de-semana. O que significa que nos encontramos, "de vez em quando", na nossa casa. 

Já nem vou falar do "sujeito tempo", pois esse já foi mais do que falado neste post e neste
Falo sim das alturas em que me sinto (e tenho ser!) "mãe e pai" sozinha; das lides domésticas feitas a correr quando chego a casa ou depois de deitar a princesa (para que possa dedicar mais tempo a ela no fim-de-semana); das birras e teimosias com que tenho de ser (quase sempre) eu a lidar; da preocupação e organização de roupas e refeições; da saudade que tenho de dormir acompanhada; da falta que o marido (e pai) nos faz...

Não, não vou pintar cenários cor-de-rosa (no "meu blogue" só escrevo as coisas como são - desculpem, mas sou assim mesmo): esta realidade é díficil; é dura e tem dias que vou abaixo e desanimo (e penso mesmo que não é justo!). Ter o marido "aqui" faz falta! Ponto. Não é discutível. 
Mas, depois, respiro fundo e obrigo-me a "ser forte" e a encarar mais um dia com um sorriso: amamo-nos e temos saúde. Que mais posso desejar?!? Apenas somos um bocadinho diferentes do "conceito tradicional" de família.

É por isso que sinto que somos o Sol e a Lua; um pouco desencontrados em horários, mas sempre em sintonia na vida. E, acima de tudo,  aproveitamos ao máximo o tempo (tão precioso) que passamos a três. 

Alguém que me esteja a ler e também partilhe esta realidade? Como costumam gerir as vossas rotinas e, mais importante, as ausências (ou não presenças)? Alguma fórmula mágica para que seja um pouco mais "fácil"? Estejam à vontade para "falar"; "sou toda ouvidos".

Estejam sempre a par das novidades aqui e toca a seguir o blogue (é tão simples: clicar em seguir no canto superior da página inicial). 

Até ao próximo post.

@Mamã do @Bazar @# 

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...