domingo, 1 de outubro de 2017

"Somos o Casal Sol e Lua"

#@ É mais ou menos isto, muito resumidamente: cá em casa mora o sol (entenda-se eu) e a lua (entenda-se marido).  Resta-nos a Mariana que é "um mix" de estrela e arco-íris, que ilumina e dá cor à nossa vida.

Dito desta maneira, até parece bonito e poético, certo? Pois, mas esta é uma forma muito positiva (mesmo muito!) de ver a realidade que se vive na nossa família. 
O maridão trabalha por turnos de 12horas, 365 dias ano, com folgas rotativas. Eu trabalho de segunda a sexta-feira, em horário diurno, com folgas ao fim-de-semana. O que significa que nos encontramos, "de vez em quando", na nossa casa. 

Já nem vou falar do "sujeito tempo", pois esse já foi mais do que falado neste post e neste
Falo sim das alturas em que me sinto (e tenho ser!) "mãe e pai" sozinha; das lides domésticas feitas a correr quando chego a casa ou depois de deitar a princesa (para que possa dedicar mais tempo a ela no fim-de-semana); das birras e teimosias com que tenho de ser (quase sempre) eu a lidar; da preocupação e organização de roupas e refeições; da saudade que tenho de dormir acompanhada; da falta que o marido (e pai) nos faz...

Não, não vou pintar cenários cor-de-rosa (no "meu blogue" só escrevo as coisas como são - desculpem, mas sou assim mesmo): esta realidade é díficil; é dura e tem dias que vou abaixo e desanimo (e penso mesmo que não é justo!). Ter o marido "aqui" faz falta! Ponto. Não é discutível. 
Mas, depois, respiro fundo e obrigo-me a "ser forte" e a encarar mais um dia com um sorriso: amamo-nos e temos saúde. Que mais posso desejar?!? Apenas somos um bocadinho diferentes do "conceito tradicional" de família.

É por isso que sinto que somos o Sol e a Lua; um pouco desencontrados em horários, mas sempre em sintonia na vida. E, acima de tudo,  aproveitamos ao máximo o tempo (tão precioso) que passamos a três. 

Alguém que me esteja a ler e também partilhe esta realidade? Como costumam gerir as vossas rotinas e, mais importante, as ausências (ou não presenças)? Alguma fórmula mágica para que seja um pouco mais "fácil"? Estejam à vontade para "falar"; "sou toda ouvidos".

Estejam sempre a par das novidades aqui e toca a seguir o blogue (é tão simples: clicar em seguir no canto superior da página inicial). 

Até ao próximo post.

@Mamã do @Bazar @# 

12 comentários:

  1. Cá em casa não somos o sol e lua, mas é o sol que dedica mais tempo à princesa. Isto porque o pai sai cedo e vem tarde. Por vezes não é fácil gerir as coisas, mas vamos aguentando.tila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela partilha. Por vezes não é fácil. Assim sinto-me "menos sozinha" pois sei que não sou caso único 😣.
      Força 😘

      Eliminar
  2. Boa noite! Aqui por este céu também existe sol(eu) e lua(marido), sendo que é o sol a ter mais disponibilidade (estou sem trabalho devido à gravidez) para a estrela(Miguel), porque a lua anoitece (levanta-Se muito cedo) e amanhece (chega a casa tarde) para ir trabalhar... AMO o inverno porque a lua com a chuva não pode trabalhar (estamos na Alemanha) o que significa que passa mais tempo no céu com a estrela e com o sol!
    Por vezes é muito complicado para mim sinto-me sozinha e abandonada... não tenho pais nem sogros que me possam ajudar em algo que necessite... vou ao fundo do poço muitas vezes com vontade de desistir de tudo... Mas penso na minha estrelinha e volto logo, logo ao cima e depois passa!!! Ainda hoje tive uma conversa com o meu marido sobre este assunto... não é fácil para mim mas para ele muito menos... O desejo de estar connosco é do tamanho do mundo mas dar-nós conforto é o pensar dele para conseguir seguir em frente e pensar que amanhã vai ser melhor do que hoje!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite carina. Como me identifico com as suas palavras. Também não tenho pais e sogros por perto. Acabamos por só contar um com o outro. Não é nada fácil. Temos de vestir a capa de super mães e mulheres e pensar que é tudo pelo bem dos nossos rebentos.
      Obrigada pela partilha ❤.
      E saiba que não está sozinha. Quando precisar desabafar ou uma palavra amiga estou por aqui 😍.
      Beijinhos a nós e a todos os pais e mães na mesma situação 😘

      Eliminar
  3. Olá! Boa noite!
    Cá em casa é ao contrário eu sou a lua (a que trabalha por turnos, 365 dias por ano) e ele é o sol ( durante a semana com horário fixo e folga ao fds).
    Consigo estar presente para o nosso arco-iris pois quando trabalho de noite consigo estar com ele ou fazer as lides da casa após o descanso matinal. Quando trabalho de dia ou nosvtem aos dois ao fim do dia em casa ou tem o papá, apenas.
    É muita ginástica organizacional para evitar estar algum dia inteiro sem o ver acordado... Às vezes custa... Mas foi a minha opção e gosto tanto do que faço.
    Até agora temos conseguido gerir mas admito que enquanto casal o tempo juntos está bastante reduzido. Podia ser pior... E cá nos vamos amando!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Cláudia. Obrigada pela partilha ❤. Temos mesmo de ser super mulheres e mães. Pelos rebentos tudo.
      É bom ver o seu positivismo e força de vontade 😊. Acaba por ser uma motivação para mim para os dias menos bons.
      Sem dúvida que o amor se mantém 😍 entre o casal. Temos de aproveitar o tempo da melhor forma.

      Eliminar
  4. Aqui é igual mas tenho uns país espetaculares que muitas vezes para não estar sozinha com a minha filha venho até a casa dos meus pais passar uns dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia. Obrigada pela partilha ❤. Infelizmente os meus pais estão a 300km de distância 😣. Mas haja saúde e amor. Com isso conseguimos tudo. Siga-me aqui no blogue para irmos desabafando. É bem vinda 😍

      Eliminar
  5. Olá,Aqui por estes lados, também não é fácil, eu tenho o horário tradicional, 9h-18h, folgas ao fim-de-semana, o papá tem horarios rotativos, folgas rotativas, além disso acresce uma enteada que está connosco nas folgas do papa, com escola, actividades e a cerca de 30minutos de nós. Quantas vezes me sinto estoirada e cansada disto tudo...mas somos mais fortes! Desejo muita força para todos! Débora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Débora. Obrigada pela partilha ❤. Obrigada pela força. Retribuo em dobro. Com amor e saúde tudo se consegue. Convido-a a seguir o blogue. Assim pudemos ir sempre desabafando e trocando opiniões 😍. Beijinhos

      Eliminar

"Eu, mãe, também preciso de uma pausa..."

#@ E não, não tenho vergonha ou problema em o admitir. Ser mãe transforma a nossa vida completamente.  Aprendemos o que é amar incondicional...