quarta-feira, 9 de maio de 2018

"Os "tiques de estimação" da Mãe: eu me confesso..."

#@ Neste nosso "cantinho", não se fala apenas de maternidade e "coisas" (boas e más) da vida real; também há liberdade para brincar e rir; dizer "besteiras" (com moderação 😛!); partilhar sonhos... Sintam-se todos à vontade para o fazer, sim?

Já sabem que "por aqui" não há vida cor-de-rosa, nem cenários perfeitos - somos uma família igualzinha à vossa, com dias bons e maus; riso e choro; animação e discussão; alegrias e desilusões; certezas e medos; sonhos e dificuldades... 
Assim, há alturas, em que sinto vontade (e necessidade) de dar a conhecer um pouco mais de mim -  ora, se gosto de saber mais sobre vocês, é que me "acompanham", é normal que pensem o mesmo 😊 (podem ler ou reler dois posts do género aqui e aqui); por isso hoje quero confessar os meus... tiques 😁. 

Não é que eu me ache uma "ticosa" (não sei se a palavra existe, mas "soou-me" bem ao ouvido"), mas, enquanto estava a fazer a lista, apercebi-me que tenho mais tiques do que pensava (não sei se é bom ou mau), alguns dos quais faço inconscientemente. 
Ora experimentem: estejam em frente a um espelho durante uma meia hora (isto se os baixinhos aí de casa "deixarem" 😉!) e observem-se "com olhos de ver". Quase de certeza vão ter surpresas...

Sem mais demoras ou "suspense" partilho convosco a lista dos meus sete tiques "companheiros de vida", que não me largam por nada 😝:

1 - Coçar a cabeça - Este é um "clássico" porque vejo muitas pessoas a fazer o mesmo. Sempre que estou preocupada, ou nervosa, "lá vem uma" coçadela... É mais forte que eu...

2 - Morder canetas e lápis - Parece que estou a imaginar a vossa reação: "Blhac; que nojo!" - e é mesmo, mas, quando dou por mim, "já está"... Este tenho de conseguir "perder".

3 - Mexer as mãos enquanto falo - Sim, sou uma "tagarela" por natureza; quando falo, falam também olhos, mãos, pés, pernas,... enfim, toda eu falo. Às vezes, quando dou por isso, vejo que as pessoas estão a olhar ;)... Começa o maridão: "Menos Sónia, menos".

4 - Estalar os dedos - Sim, eu sei que é irritante, mas nem me apercebo. Estou a conversar e, de repente, "pumba": estalo os dedos... Já ouvi dizer que faz mal; será?

5 - Bater com o pé no chão - Quando estou ansiosa ou impaciente lá começa o meu pézinho (normalmente o direito) a "dar o ar de sua graça" e a abanar. Sim, é chato, sobretudo se estamos em silêncio e, de repente, lá se ouve o "tum tum tum" do "senhor" meu pé 😝.

6 - Revirar os olhos - Ui, se tivesse de definir a minha imagem de marca, o revirar de olhos faria parte de certeza. Que querem que vos diga? É inato; penso mesmo que "nasceu comigo". Em bebé já devia revirar os olhos quando me apertavam as bochechas ou me "cheiravam" a cabeça... Se estou zangada - reviro os olhos; se estou surpresa - reviro os olhos; se dizem uma parvoíce - reviro os olhos; se a Mariana faz uma birra - reviro os olhos... É uma praga! Mas que hei-de fazer?!?

7 - Coçar o ouvido - Não é nada agradavél de ser ver ou ouvir (sim, porque a pulseira pandora tilinta a "todo o vapor"). Valha-me o fazê-lo quando estou em casa, na cama. Não sei porquê, mas nessa altura fico cheia de comichão no interior dos ouvidos... E "lá vou eu"...

Reveêm-se em alguns destes tiques? Quais os vossos "tiques de estimação"? Dicas ou sugestões para "exterminar" os sete da vida eirada, alguém tem? Toca a compartilhar sem julgar 😊; "sou toda ouvidos", as always.

Espero por vocês no próximo post!

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos também no Instagram aqui.

@Mamã do @Bazar @#

Sem comentários:

Publicar um comentário

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...