sexta-feira, 1 de junho de 2018

"O que eu "vou ser" quando a Mariana crescer?"

#@ Há dias em que dou por mim a pensar: "quando a Mariana crescer, o que vou eu fazer com tanto tempo livre; o que "vou eu ser"; como será a minha vida?"... E nessas alturas "bate o medo"; medo de não saber lidar com o "crescimento" da Mariana; de não estar preparada psicologicamente para a "deixar voar do ninho"...

Quando os nossos filhos nascem, estamos tão absorvidos pela maternidade (e paternidade) que nos esquecemos que tudo é temporário, que eles irão crescer e ter a sua própria vida, e nós voltaremos a ter tempo livre demais para nós mesmos (acredito que ainda irei sentir muitas vezes falta da "falta de tempo"...).

O que irei eu fazer quando não tiver mais de me sentar no chão a brincar; de correr pela rua para apanhar uma flor; de contar até 10 e dizer "aqui vou eu"; de rir até me doer a barriga com as "palhaçadas" da Mariana; de ler as histórias de boa noite? Como me irei sentir quando os amigos forem mais importantes do que eu; quando eles souberem mais do que eu; quando o tempo da Mariana for mais deles do que meu? 

Sinceramente, não sei se estou preparada para esta mudança, que se aproxima a cada dia que passa. Tento convencer-me que ainda "falta muito", mas a verdade é que não falta tanto assim; que a Mariana fica mais independente a cada dia que passa; que é uma menina, a perder os traços de bebé...

Eu vou compartilhando convosco as mudanças e rumo que a nossa vida vai tomando; registando neste meu "pedaço de céu", os momentos e vivências importantes, para nunca me esquecer, mesmo que a memória me falhe 💜. No entanto, o que é certo, é que a vida não pára e quando eu for bem velhinha (espero chegar lá!), quero olhar para trás e ver que tudo valeu a pena; que eu vivi a vida da melhor forma possível.

Não sei se já pensaram nisto; se já fizeram planos para o futuro; ou se gostam de "deixar as coisas correr" ao seu ritmo e "depois logo se vê". Já deram por vocês a imaginar o que vão ser (fazer) quando os filhos crescerem? Serei só eu "a ter este medo"? Digam-me tudo; "sou toda ouvidos".

Há encontro marcado no próximo post.

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos também no Instagram aqui.

@Mamã do @Bazar @#

2 comentários:

  1. Eu continuo a trabalhar... e se estivesse em casa (como já pensei muitas vezes) teria que ter um freelance ou um hobbie. Conheço algumas mulheres que viveram para cuidar dos filhos e quando estes ficaram adolescentes entraram em depressão. É necessário fazer alguma coisa além dos filhos pelo nosso bem e bem deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só agora reparei no seu comentário. Concordo sem dúvida 💖

      Eliminar

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...