domingo, 9 de setembro de 2018

"Desabafos de uma Mãe I: Os filhos mudam a tua vida..."

#@ Porque às vezes tudo o que uma mãe precisa é de desabafar. Porque há alturas em que não há tempo ou pessoas com quem desabafar. Porque escrever me alivia a alma. Porque escrever me faz bem. Porque desabafar a escrever me faz sentir que não estou sozinha. Porque as mães não são de ferro. Por todos estes porques (e mais alguns que guardo no peito), nasce este novo "espaço" aqui no "nosso cantinho" - Desabafos de uma Mãe - como qualquer uma de vós, igual a vós, para me (nos) dar voz. Sejam bem vindos. 

"Haverá noites em branco. Choros. Cólicas. Viroses. Dentes a nascer. Febres. Quedas. Noites nas urgências.

Haverá birras. Teimosia. "Não quero, não faço". Insónia. Medo. Incerteza. Dúvidas. Erros e aprendizagem. Solidão. Algumas (muitas) lágrimas. Falta de tempo. Comida e café frios.

Não haverá tempo para comer. Dormir descansada. Falar sem ser interrompida. Responder a uma mensagem na hora. Pensar em silêncio. Fazer planos, e correrem de acordo. Saídas para tardes nos saldos. Jantares tardios. "Vegetar" no sofá, a ver séries e comer gelados. 

Haverá críticas. Milhentas opiniões alheias sem serem pedidas. Dúvidas a instalarem-se com tanta voz que te chega aos ouvidos. Tempestades no coração pela incerteza plantada por tanto bitaite alheio. Medo de errar. Erros. Alguns gritos (mesmo que ninguém admita). Pouca paciência. Lágrimas escondidas e cabelo despenteado. Casa desarrumada. Brinquedos espalhados. Despertares de madrugada para ver os PJ Masks, a Patrulha Pata ou o Ruca. 

Alguns amigos vão afastar-se. Vais sentir-te só, às vezes. Vais desejar cinco minutos de paz, de silêncio, de sossego. Vais respirar fundo e contar até dez algumas vezes, porque a paciência está a fugir. Vais trabalhar em modo Zombie, com olheiras até ao chão, e a cabeça em piloto automático. Vais querer muito dormir uma noite inteira. Terás dias de mau humor, em que só apetece fugir e desistir. 

Mas... Haverá sempre amor. Sorrisos e gargalhadas. Alegria e felicidade. "Serzinhos" que te amam incondicionalmente e nunca duvidam de ti. Que acreditam. Que querem o teu colo. O teu abraço. O teu consolo. Que te fazem querer ser melhor. Fazer mais e melhor. Que te olham com admiração e amor desmedido, desinteresseiro, verdadeiro, incondicional. Que curam todos os dias maus, medos, dúvidas e cansaço com beijinhos e carinhos. Que te apertam forte e dizem: "amo-te mamã". 

E aí tudo faz sentido; e tudo o resto se torna... Resto. És mãe. És vida. És alimento. És amor. E já não imaginas (nem queres) viver de outra maneira. Porque o avesso é teu o lado certo. E é tão bom viver "lá"."

Mais alguém se quer juntar a mim e desabafar? "Aqui" não há julgamentos ou apontares de dedos; há somente mães a desabafar. Sintam-se à vontade para partilhar; "sou toda ouvidos".

 Até ao próximo desabafo <3.

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos ainda no Instagram aqui e no blogspot também conto convosco - vão à página inicial aqui do blogue; no canto superior direito clicam "seguir" e já está 😊.

@Mamã do @Bazar @#

Sem comentários:

Enviar um comentário

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...