segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

"Testemunhos de Mães Reais: "O autismo não nos define; eu sou simplesmente mãe; nem mais nem menos"

#@ São muitos os contatos que recebo através da página de facebook do blogue com testemunhos; desabafos; palavras de incentivo e de carinho; e partilha de experiências de quem nos segue. Algumas destas partilhas são verdadeiras histórias inspiradoras; testemunhos reais, que nos dão a conhecer a verdade nua e crua da vida de uma mãe, sem "pós de fada" ou arco-íris cor-de-rosa.

Tenho aprendido muito com estas histórias; motivam-me, incentivam-me verdadeiramente a ter vontade de ser mais e melhor. Por isso, decidi partilhá-las convosco, com a autorização de quem mas envia, para que saibam que não estão sozinhas, e para que tenham um pouco mais de inspiração nas vossas vidas (que às vezes faz tanta falta!)...

Assim nasceu este espaço: Testemunhos de Mães Reais, da autoria de Mães Reais, para Mães Reais. Perfeitamente Imperfeitas. Guerreiras. Cheias de amor para dar. E o vosso feedback tem sido tão bom 💜.

Depois do Testemunho de Três Mães Reais que tanto me ensinaram, partilho convosco a história da Fada Azul e da sua mãe, Carla Marinho. Duas verdadeiras princesas, cheias de força e amor, que vos vão certamente, "entrar no coração" e aí ficar.  Para sempre.

"Sou mãe de uma menina diferente, não tem nada de especial... É só diferente, de tantas outras que também em nada são iguais.

Tudo mudou na nossa vida desde o diagnóstico; e o que era pequeno tornou-se importante e o importante secundário...
Confusos?
Também eu, ou melhor também nós (família direta).

A Carolina é autista; tem perturbação do espetro do autismo e atraso no desenvolvimento. Esta doença afeta-a, maioritariamente, na comunicação verbal; interação social com quem a rodeia; desiquílibrio sensorial e "dota-a" de elevada tolerância à dor.
Depois de dois anos e meio a carregar com este nome atrás, finalmente consigo mencioná-lo com aceitação, mas precisei de passar por muitas, e muitas fases de reflexão; e por experiências boas e péssimas - por aqui não há meio termo: ou é bom ou mau... A Carolina é assim... Ama, detesta; ri, chora; vive e alimenta-nos a alma todos os dias, agita-nos, mostra o outro lado. Agora estamos numa fase de calmaria...

Atualmente, vivo por ciclos, penso no hoje, fujo do futuro que teima em minar o nosso presente.
São dias complicados com uma Carolina de 5 anos e um Francisco de 2 anos, não tenho mãos a medir. É como ter gémeos, cada um mais maroto que o outro, nem sempre se entendem... Ou nunca! E, por vezes, acaba em choro, mas eu adoro cada interacção mesmo que às vezes dê para o torto... Aliás, perdoem-me se sorrio ao ver o "normal" entre dois irmãos que disputam o mesmo brinquedo.

Neste momento, a Carolina continua nas suas terapias, com grande evolução, a aceitar a nova escola e o mano, cada vez mais melga...
Eu continuo a ser simplesmente MÃE; nem mais nem menos..."
Texto autoria de Carla Marinho.

Proteger os nossos filhos  de toda e qualquer dor - encaramo-lo como o nosso dever; uma das nossas missões como pais. Mas, e quando, não conseguimos? Quando há "forças maiores" que nos impedem de o conseguir fazer? Certamente devemos sentir-nos "fora de pé"; como se o chão nos fosse roubado; e o nosso coração esivesse a ser cortado em mil pedacinhos... Nessa altura só há dois caminhos a seguir: sofrer e "deixar-nos ir" embalados na dor, ou aceitar e reagir; "dar luta" e fazer frente ao que veio virar o nosso mundo de pernas para o ar. E ainda bem que os pais da Fada Azul "reagiram" e lutam...

Com o intuito de "dar voz a esta luta"; dar a conhecer a doença; e encontrar mais crianças (e famílias) a viver o mesmo, a família criou a página de facebook  "Voz da Fada Azul", onde podemos saber mais sobre a Carolina; acompanhar toda a história e perceber a dimensão da doença. Saibam mais aqui.

Caso queiram partilhar o vosso testemunho, sintam-se à vontade para me contatar via e-mail: bloguedamamdobazar@gmail.com ou através de mensagem privada na página de facebook do blogue. Se optarem por manter o anonimato, o mesmo será respeitado. 

Lembrem-se sempre: "não tenham medo de partilhar a vossa história, pois não sabem quem poderão estar a ajudar/inspirar" ❤.

Até ao próximo Testemunho.

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos ainda no Instagram aqui e no blogspot também conto convosco - vão à página inicial aqui do blogue; no canto superior direito clicam "seguir" e já está 😊.

@Mamã do @Bazar @#

Sem comentários:

Enviar um comentário

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...