quarta-feira, 8 de novembro de 2017

"Mamã porque há pessoas tão más?!?"

#@ Acompanhar o crescimento de um filho(s) é um privilégio e uma bênção inigualáveis. E, como tenho vindo a partilhar convosco, os porquês difíceis não páram de "chegar" (podem ler alguns dos "outros porquês" aqui e aqui).

Sem hora marcada ou pré aviso, as perguntas e questões são cada vez mais frequentes, inesperadas e "duras" de responder. Algumas, nem mesmo eu sei explicar ou justificar. Resta-me ser imaginativa q.b. e real, muito real, porque não vale a pena pintar um mundo demasiado cor-de-rosa; todos sabemos que a vida não é fácil e que o mundo lá fora consegue, por vezes "ser uma selva".

Estávamos a jantar, e na televisão passava uma reportagem sobre o flagelo dos incêndios. A maior parte da nossa família, e muitos amigos, moram em Viseu, portanto esta tragédia "tocou-nos ainda mais". Muito atenta (demasiado até!), a Mariana diz-me: "Mamã, o fogo é mau e magoa as pessoas e as árvores e as casas que ficam com dói-dói e vão para o hospital. Eu fico triste. Tu também ficas?"; "Claro que fico filha. Muito."; "Mamã, mas o fogo não nasce como os bebés, pois não? São as  pessoas que fazem o fogo não é? Porque há pessoas tão más? Eu sou amiga de todos e gosto de todos. É assim não é mamã?"
Fiquei de boca aberta a olhar para a minha filha e durante uns segundos, sem reação. Do alto dos seus três anos já consegue "bater muita gente" no que toca a simplificar as coisas que realmente importam. Apenas consegui dizer: "Filhota, sim, temos de ser amigos de todos. As pessoas não são más amor, só que às vezes têm dói-dói e precisam de ir ao Dr., pois não se sabem portar bem. Entendes?"; ela diz-me "Sim", e continua a jantar.

Boa pergunta, a da Mariana. Eu também não sei porque há pessoas tão más. Infelizmente, não duvido, que hão-de cruzar o caminho da princesa "pessoas más" que a vão "magoar" (não digo fisicamente, mas emocionalmente) e não há que eu possa fazer para a proteger. E isso assusta-me. Muito. 

Como fazem na hora de responder a estas perguntas díficeis? Também vos assusta "a selva" em que vivemos? Conselhos e opiniões precisam-se; "sou toda ouvidos".

Falem comigo também aqui; são bem vindos ❤!

Marcamos encontro no próximo post!

@Mama do @Bazar @#

2 comentários:

  1. A minha menina ainda só tem 4 meses e ontem vinha no carro com o papá e disse-lhe isso mesmo... Assusta-me tanto esta sociedade de pernas para o ar e com falta de valores, assusta-me ainda mais se a educação que eu der à minha pipoca não for suficiente para que ela deixe uma marca diferente no mundo -.-'

    ResponderEliminar
  2. Que palavras bonitas e testemunho inspirador. Sinto o mesmo <3

    ResponderEliminar

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...