sábado, 28 de setembro de 2019

"Ensino público?!? Ui, que medo!"

#@ Sinceramente, tenho alguma dificuldade em perceber o terror, a indignação, o "bicho papão", que "nasce" em muitas pessoas (entenda-se pais e mães!), quando se fala em ensino público... Às vezes parece que "têm uma mola": ouve-se falar em ensino público, e "crescem" 10 cm, enchendo o peito de ar, prontos a falar mal (alguns sem terem conhecimento de causa, outros generalizando tudo e todos).

Concerteza que há pais que preferem o ensino privado - e terão as suas razões, que respeito e compreendo, como é óbvio. Nem sequer está apto a discussão ou intromissão: acredito que cada família sabe o melhor para os seus filhos; que cada pai e mãe tomam decisões sobre a vida, futuro, educação dos seus filhos, acreditando sempre, e tendo sempre em mente, o que é melhor para eles. Seja no ensino público ou no ensino privado.

Nem discuto as vantagens e mais valias do ensino privado. Tenho consciência delas. Mas não julgo quem opta pelo ensino público, assim como não aponto o dedo a quem escolhe o privado. Cada qual sabe de si, da sua casa, das suas preferências, limites, esforços, contas bancárias, da sua família.

Nós, pais da Mariana, optámos pelo ensino público. Foi uma decisão consciente, pensada, tomada em família. Não está de todo relacionada com alguma insatisfação com o colégio onde ela esteve cinco anos (antes pelo contrário! são como a "segunda casa" da Mariana!), longe disso. Mas foi a decisão que tomámos. E que tem de ser respeitada - sem olhares de lado, críticas desmedidas, julgamentos desnecessários. Claro que cada um tem direito à sua opinião - vivemos em democracia; mas opinar não é o mesmo que criticar - deixo a dica aos mais distraídos 😉.

Quanto à Mariana, após duas semanas e meia de escola nova, diz que gosta da educadora e auxiliares, dos amigos, do recreio e dos baloiços, da comida, do CAF. Mas diz também que tem saudades da Ana, da Margarida, da Liliana, dos amigos, e do colégio, como é natural.
O mais importante é que a vejo feliz. Noto-a mais crescida; mais "desembaraçada"; mais faladora 😊.
Fico muito mais descansada por ver que se está a adaptar, a gostar, a crescer. Nós, pais e mães, sofremos imenso com as mudanças, mas, felizmente, na maioria das vezes, os filhos mostram-nos que "são mais fortes" do que nós, que lidam com "estas ditas mudanças" muito melhor do que nós mesmos. E ainda bem que assim é 💖.
Como está a correr o novo ano letivo por aí? Os baixinhos e baixinhas têm estado a adaptar-se bem? E optaram pelo ensino público ou privado? Estejam à vontade para partilhar; "somos todos ouvidos", como de costume 😄.

Até ao próximo post!

Nota: o Facebook mudou o algoritmo; vão ver mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde deixaram o vosso like. Querem saber quando há publicações nossas e estar sempre a par das novidades? Então na página de facebook do blogue, clicam onde diz “A Seguir” e selecionam "Ver Primeiro".
Sigam-nos ainda no Instagram aqui e no blogspot também conto convosco - vão à página inicial aqui do blogue; no canto superior direito clicam "seguir" e já está 😊.

@Mamã do @Bazar @#

Sem comentários:

Enviar um comentário

"Sete anos do melhor de mim..."

#@ Sete anos; a minha princesa faz hoje sete anos 💖. Filha, apesar de hoje ser o dia do teu sétimo aniversário, já te amo há mais tempo que...